Menu
Busca sábado, 13 de julho de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
10º
Mercado exterior

Soja, celulose e carne bovina puxam balança comercial de MS

Os números constam da Carta de Conjuntura Comércio Exterior, publicada na sexta-feira (05)

08 julho 2024 - 17h03Por José Roberto dos Santos
Soja, celulose e carne bovina puxam balança comercial de MS

A soja, a celulose e a carne bovina puxaram a balança comercial do Mato Grosso do Sul, garantindo um superavit de US$ 3,71 bilhões no acumulado do ano. As exportações somaram US$ 5,098 bilhões, enquanto as importações totalizaram R$ 1,38 bilhões de janeiro a junho. Nas exportações houve queda de 6,20% no valor comercializado, enquanto as importações recuaram 12,1% no ano.

Os números constam da Carta de Conjuntura Comércio Exterior, publicada na sexta-feira (05) pela coordenadoria de economia e estatística da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação).

Com relação aos principais produtos exportados, a ‘Soja’ apareceu como o primeiro item na pauta de exportações, com 37,94% do total exportado em termos de valor ou equivalente a US$ 2,3 bilhões no ano. O segundo produto da pauta foi a ‘Celulose’, com 20,49% de participação e receita de US$ 771,6 milhões. Comparativamente ao mesmo período do ano anterior, ocorreu uma alta de 35,39% no valor de exportação. A carne bovina destacou-se em terceiro lugar com US$ 443 milhões vendidos.

Na avaliação do secretário da Semadesc, Jaime Verruck  no caso da carne bovina, o Estado começa a ver os primeiros resultados positivos do credenciamento e frigoríficos para a China. “A retomada nas exportações de carne bovina já mostra o quanto o crescimento na habilitação dos frigoríficos tem sido favorável para a exportação de MS”, frisou. O setor de exportação de carne bovina cresceu 23,43% e passou de US$ 543 milhões no primeiro semestre de 2023, para US$ 546,8 milhões em 2024.

A celulose que também foi destaque na balança comercial foi citada por Verruck. “A celulose continua com um mercado bastante dinâmico forte. Nós tivemos um crescimento de 35% nas exportações em relação ao mesmo período do ano passado”, comemorou  o secretário.