Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
40ºmax
23ºmin
Notícias

Seprotur aposta na retomada de projetos em MS com a união da ETH-Brenco

19 fevereiro 2010 - 00h00Por Seprotur

O anúncio dado nesta quinta-feira (18) da fusão entre as indústrias sucro-alcooleiras ETH Bioenergia e Brenco - com investimentos previstos de R$ 3,5 bilhões até 2012 para colocar em operação nove usinas – deve dar início a retomada dos projetos previstos por estas empresas em Mato Grosso do Sul. A avaliação é da Secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, que aposta na consolidação do Estado como nova fronteira do setor no País.
 
“Esta notícia nos deixa muito satisfeitos, principalmente porque abre espaço para a retomada de importantes projetos no Estado, como a instalação da Usina da Brenco em Costa Rica”.
 
Além deste município, o grupo Brenco e a ETH Bioenergia, também possuem projetos para novas usinas em Anaurilândia, Nova Andradina e Paranaíba. No documento enviado ao mercado hoje, o novo conglomerado Brenco-ETH Bioenergia, declarou que deverá produzir três bilhões de litros de etanol e produzir 2.700 gigawatts hora de energia elétrica a partir da queima de biomassa até 2012. 
 
Fusão
De acordo com a nota divulgada ao mercado e acionistas, o conglomerado Odebrecht e a trading japonesa Sojitz terão 65% de participação na nova empresa, resultante da fusão entre a ETH Bioenergia e Brenco. Os acionistas da Brenco ficarão com 35% do empreendimento, que manterá o nome ETH Bioenergia.
 
Hoje o grupo possui cinco unidades em operação, todas da antiga ETH, sendo uma delas a unidade Santa Luzia em Nova Alvorada do Sul (MS). Já a Brenco, conta com quatro projetos que devem iniciar a produção até 2011. Com informações da Agência Reuters.