Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
22º
SOJA

Semana termina com preços mais baixos, porém com maior negociação

Contratos futuros negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago fecharam em forte baixa

03 outubro 2022 - 07h51Por Canal Rural

Os preços da soja caíram nas principais praças de comercialização do Brasil. Em algumas, houve reajuste positivo devido a negócios realizados na parte da manhã, quando Chicago e o dólar subiam.

Após o relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), os preços caíram. Nesta semana, o ritmo de negócio foi um pouco melhor, com aproximadamente 300 mil toneladas comercializadas.

Veja as cotações da soja no mercado doméstico

  • Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos caiu de R$ 183,00 para R$ 180,00
  • Região das Missões: a cotação desvalorizou de R$ 182,00 para R$ 179,00
  • Porto de Rio Grande: o preço decresceu de R$ 191,00 para R$ 188,00
  • Cascavel (PR): o preço foi rebaixado de R$ 183,00 para R$ 178,00
  • Porto de Paranaguá (PR): a saca passou de R$ 190,00 para R$ 185,00
  • Rondonópolis (MT): a saca recuou de R$ 170,00 para R$ 166,00
  • Dourados (MS): a cotação subiu de R$ 173,50 para R$ 176,00
  • Rio Verde (GO): a saca foi de R$ 171,00 para R$ 169,00

Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira (30) com preços em forte baixa. O mercado despencou após a divulgação do relatório de estoques trimestrais americanos, que ficaram bem acima do esperado pelo mercado. Como consequência da acentuada baixa de hoje, as desvalorizações na semana, no mês e no trimestre foram amplificadas.

Os estoques trimestrais de soja em grão dos Estados Unidos, na posição 1o de setembro, totalizaram 274 milhões de bushels, conforme relatório divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Em igual período de 2021, o número era de 257 milhões de bushels.

O número ficou acima da expectativa do mercado, de 247 milhões de bushels. Do total, 63 milhões de bushels estão armazenados com os produtores. Os estoques fora das fazendas somam 211 milhões de bushels, com baixa de 27%.

A safra norte-americana de soja em 2021 foi revisada para cima. A produção está agora estimada em 4,465 bilhões de bushels. O número anterior era de 4.435 bilhões de bushels. Em toneladas, a produção está agora estimada em 121,5 milhões de toneladas.

A área plantada teve sua estimativa revisada para 87,2 milhões de acres. A área colhida está projetada em 86,3 milhões de acres. A produtividade média está agora estimada em 51,7 bushels por acre.

Contratos futuros

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com baixa de 46,00 centavos ou 3,26% a US$ 13,64 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 13,75 1/2 por bushel, com perda de 45,00 centavos de dólar ou 3,16%.

Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com baixa de US$ 4,20 ou 1,03% a US$ 403,00 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 61,56 centavos de dólar, com perda de 2,30 centavo ou 3,6%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,80%, sendo negociado a R$ 5,3930 para venda e a R$ 5,3910 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,3740 e a máxima de R$ 5,4200.