Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
24º
BEZERROS

Reposição ganha liquidez em meio aos baixos preços do mercado

Mesmo com as quedas recentes nas cotações da arroba, a relação de troca segue muito favorável aos recriadores e invernistas

29 agosto 2022 - 10h58Por DBO Rural

Nesta etapa final de agosto, o mercado brasileiro de gado para reposição registrou maior volume de negócios em algumas regiões pecuárias do País, informa a consultoria IHS Markit. Porém, continua a IHS, mesmo diante da maior liquidez, o volume de operações não foi suficiente para desencadear movimentos mais consistentes de alta nos preços, uma vez que a oferta de animais jovens segue elevada nos balcões de negócios espalhados pelo País.

“A baixa capacidade de suporte dos pastos, associados ao elevado gasto com nutrição animal, continua favorecendo a liquidação de lotes de reposição”, relata a IHS. Analistas do mercado relatam que os baixos preços da boiada magra têm estimulado a procura por animais jovens, não-terminados. “Apesar das recentes quedas nos preços da arroba no mercado físico do boi gordo, a relação de troca segue muito favorável aos recriadores e invernistas”, observa a IHS.

Entre as praças da região Norte do Brasil, o fluxo de comercialização ao longo desta semana foi suficiente para garantir a estabilidade nos preços entre as principais categorias. Na praça de Tocantins, por exemplo, a liquidez foi elevada, com destaque para grandes volumes de negócios envolvendo cruzamento industrial, informa a IHS. “Compradores estão focados na qualidade, para atender o mercado de exportação”, justifica a consultoria.

Na região Centro-Oeste, a semana foi de tímidas oscilações de preços entre as principais categorias. Algumas compras já visam ofertas para os primeiros meses de 2023, com demanda firme para animais pesando em torno de dez arrobas, relata a IHS. Na região Sudeste, novas quedas nos preços das categorias de reposição possibilitaram uma relativa melhora da liquidez de alguns leilões.

Na região Sul, o mercado seguiu lento durante a semana, mas com preços inalterados, informa IHS. Segundo levantamento da Scot Consultoria, considerando a média de todas as categorias de reposição (machos e fêmeas anelorados), as cotações recuaram 0,9% nesta semana, na comparação com a semana anterior.

Ao longo da última semana, as quedas foram puxadas pelos machos, com recuo de 0,9% na média de todos os Estados, com destaque para os bezerros de ano, cujo preço teve caiu 1,3% na comparação semanal. Do lado das fêmeas, considerando a mesma base de comparação, a desvalorização foi de 0,8%, informa a Scot. A categoria que registrou a maior queda no período foi a novilha – retração semanal de quase 1%.