Menu
Busca quinta, 16 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
32ºmax
21ºmin
Notícias

Queda de preços da carne bovina no atacado

25 setembro 2017 - 00h00Por Scot Consultoria

Queda de preços da carne bovina sem osso no atacado.

O mercado não resistiu à queda nas vendas na segunda metade do mês e ao ligeiro aumento nas escalas de abate. Depois de quinze dias em alta, a desvalorização, presente em 60,0% das semanas deste ano no mercado atacadista, apareceu novamente.

No acumulado dos últimos sete dias a queda foi de 0,3%. Os cortes de traseiro, de maior valor agregado, puxaram o mercado para baixo.

Apesar da queda, desde o final de julho o mercado acumula alta de 7,0%, desenhando, até aqui, o cenário esperado para o segundo semestre, quando a tendência sazonal é de aumento gradual dos preços.

É preciso, porém, ponderar que exatamente neste período a redução na oferta de boiadas foi forte, já que o primeiro giro do confinamento pouco ajudou as indústrias na compra matéria-prima e as expectativas de curto prazo eram de mercado em alta, o que fez o pecuarista endurecer as negociações.

Isso enxugou os estoques de carne e permitiu as valorizações na indústria, embora estas altas não tenham, nem de perto, conseguido preservar as margens dos frigoríficos. Além disso, o varejo reduziu suas margens a ponto de chegar ao menor patamar de 2017.

Ou seja, analisando de forma mais cuidadosa o mercado de carne, não houve um movimento que indique melhora de consumo, nem mesmo quando os preços subiram.