Menu
Busca sábado, 18 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
38ºmax
22ºmin
Notícias

Prejuízo do agro ultrapassa os R$ 6 bilhões em 9 dias de greve

01 junho 2018 - 14h08Por CNA

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) estima em R$ 6,6 bilhões os prejuízos para os produtores rurais com os nove dias de bloqueio nas estradas devido à paralisação dos caminhoneiros. Este valor é referente às perdas de Valor Bruto da Produção (VBP), que mede a estimativa de faturamento bruto na produção “dentro da porteira”.

 
“Este prejuízo é apenas na produção primária, sem considerar ainda o processamento, as indústrias e a parte de insumos, que estão tendo prejuízos severos. E ainda fora o que está por vir, porque a recuperação não é imediata”, afirmou o superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, que alertou para o “caos extremo” na produção de alimentos se os bloqueios continuarem.
 
O superintendente da CNA participou de uma entrevista na Câmara dos Deputados, organizada pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), com a participação de várias entidades do setor produtivo, para falar sobre o impacto do bloqueio nas estradas.
 
Para Lucchi, o tempo que o produtor deve levar para se reestruturar é de seis meses a um ano.  “Animais estão morrendo, alimentos perecíveis como hortaliças e leite são desperdiçados. O impacto é econômico, social e ambiental”, afirmou.
O superintendente da CNA reiterou que a CNA defende que o direito de “ir e vir” prevaleça neste momento para que o produtor possa escoar a produção e receba os insumos necessários para evitar a morte de animais. “Não é um problema apenas para o produtor, mas para toda a sociedade”.
 
A CNA encaminhou ofícios aos Ministérios da Defesa e da Segurança Pública para pedir escolta para o transporte de produtos perecíveis, carga viva e insumos para garantir o abastecimento dos produtores. 
 
A presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputada Tereza Cristina (DEM-MS), fez um apelo para o fim da paralisação para evitar ainda mais prejuízos ao desabastecimento de diversos produtos para a população brasileira.
 
“A situação vem se complicando. Nós estamos muito preocupados e gostaríamos de fazer um apelo para que os caminhoneiros que gostam de trabalhar possam trabalhar para não deixar que o abastecimento da população brasileiro fique mais prejudicado”.

Leia Também

Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Coronavírus
Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Mercado Externo
Arábia Saudita retoma importação de frigoríficos de MG após embargo de 10 dias
As compras haviam sido suspensas no dia 6, após a confirmação de um caso atípico do "mal da vaca louca" no Estado
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Meio Ambiente
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados
Feiras & Eventos
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados