Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
17º
SOJA

Preços da saca sobem no Brasil seguindo Chicago e o dólar

Os preços da soja subiram no Brasil nesta quarta-feira (17), seguindo Chicago e dólar, mas o ritmo dos negócios seguiu lento

18 agosto 2022 - 07h56Por Canal Rural

Os preços da soja subiram no Brasil nesta quarta-feira (17), seguindo Chicago e dólar. O ritmo dos negócios seguiu lento e com operações pontuais. Os produtores se retraíram e esperam por preços um pouco melhores, na casa de R$ 190.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 182,50 para R$ 183,50. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 182 para R$ 183,. No Porto de Rio Grande, o preço aumentou de R$ 188 para R$ 189. Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 174,50 para R$ 177.

No porto de Paranaguá (PR), a saca subiu de R$ 185,50 para R$ 188. Em Rondonópolis (MT), a saca avançou de R$ 167 para R$ 171. Em Dourados (MS), a cotação passou de R$ 171 para R$ 175. Em Rio Verde (GO), a saca passou de R$ 165 para R$ 166.

Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam com preços em alta. Após duas sessões de perdas acentuadas, o mercado se recuperou, com base em fatores técnicos e com os operadores aproveitando para cobrir posições vendidas e barganhas.

A reação, no entanto, seguiu limitada pelo clima favorável ao desenvolvimento das lavouras norte-americanas. Para amanhã, o mercado aguarda o resultado dos embarques semanais dos Estados Unidos. A perspectiva é de um número entre 300 mil a 800 mil toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com alta de 9,00 centavos ou 0,65% a US$ 13,90 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 13,96 1/2 por bushel, com ganho de 8,50 centavos de dólar ou 0,61%.

Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com alta de US$ 4,50 ou 1,13% a US$ 400,60 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 65,60 centavos de dólar, com perda de 0,46 centavo ou 0,69%.