Menu
Busca quinta, 25 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
30º
MERCADO

Preço médio do leite no Brasil cai 14,7% em agosto, mostra Cepea

Desde o início do ano, porém, o leite no campo acumula valorização de 37,2%, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IPCA de agosto/22)

03 outubro 2022 - 08h57Por DBO Rural

O preço do leite captado em agosto e pago aos produtores em setembro caiu 14,7% ante julho, para R$ 3,0476 o litro na “média Brasil” líquida calculada pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Desde o início do ano, porém, o leite no campo acumula valorização de 37,2%, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IPCA de agosto/22).

Conforme o centro de estudos, a queda de preços reflete o enfraquecimento da demanda. “Com estoques de derivados limitados nos atacados e baixa oferta de leite cru no campo entre junho e julho, os preços dispararam ao longo de toda cadeia, mas o patamar alcançado na gôndola desencadeou a retração do consumo”, explicou. Sobre os derivados, pesquisas do Cepea mostram queda em agosto de 15,3% e de 10% nos preços do UHT e da mussarela no Estado de São Paulo.

“Com vendas fracas e estoques de lácteos crescentes nos laticínios e canais de distribuição, as compras de leite no spot também se reduziram em agosto. Na média mensal de Minas Gerais, os preços caíram 30,8%, passando de R$ 4,54/litro em julho para R$ 3,14/litro em agosto.” O Cepea destaca que as importações nos últimos meses aumentaram a oferta interna. Cita dados da Secex de agosto que mostram aumento de 64% do volume trazido de fora.

“Também é importante observar que a produção de leite cru tem crescido nos últimos meses. O Índice de Captação de Leite (ICAP-L) do Cepea subiu 4,8% de julho para agosto, quarto avanço consecutivo. Com isso, desde janeiro, o ICAP-L acumula alta de 6,3%”, diz. Para o Cepea, o incremento da produção nos últimos meses foi estimulado pela alta do preço do leite, que melhorou o poder de compra do pecuarista frente à ração.