Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
39ºmax
25ºmin
Notícias

Pesquisa aponta quais ameaças à atividade leiteira

18 julho 2011 - 11h30Por Correio do Estado

A disponibilidade de mão-de-obra qualificada, as importações de leite, flutuações de preços e custos de produção, foram os fatores considerados mais preocupantes para o sucesso da atividade leiteira, segundo pouco mais de 400 produtores. Esse foi o resultado da pesquisa realizada pelo MilkPoint e a consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC) apresentado durante o Interleite 2011, por José Rezende, sócio da PwC.

Os três fatores foram classificados como "muito preocupantes" pela maioria dos entrevistados. A disponibilidade de mão-de-obra foi o principal fator de preocupação, com 66,6% das respostas, seguida de importações, com 66,1% e flutuações de preços e custos de produção, com 58,9%. Um dos produtores confirma a disponibilidade de mão-de-obra como principal gargalo da atividade: "a mão-de-obra é o grande fator limitante. Mesmo com esta enorme melhora na remuneração, com ganhos significativos no poder aquisitivo do trabalhador rural, não observamos nenhuma melhora. Continuamos sem qualidade e sem oferta".

Para Rezende, a baixa qualificação da mão de obra (e muitas vezes dos próprios criadores) na pecuária de leite levará à redução no número de produtores no Brasil, estimados em 1,2 milhão. "O produtor mais qualificado trata a propriedade como empresa. No Brasil, a pecuária de leite é explorada de forma extrativa", diz Rezende, que também é produtor. Ele defende o investimento na qualificação da mão de obra para que o setor avance.

Em relação às importações, Rezende atribui ao câmbio favorável a internalização de produtos lácteos e o aumento da concorrência do leite produzido em países com menores custos de produção, a exemplo do Uruguai e Argentina, como principais razões. Já a flutuação de preços e os altos custos de produção dificultam o planejamento e investimento na atividade e criam estabilidade para toda cadeia do leite.