Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
31ºmax
16ºmin
Notícias

Persiste impasse entre EUA e Rússia

22 janeiro 2010 - 00h00Por Valor Econômico.

As negociações entre Rússia e Estados Unidos acerca do embargo russo à carne de frango americana se encerraram ontem em Moscou sem definição, mas os dois lados disseram que progressos foram feitos nos dois dias de discussões e que as conversas seriam retomadas logo para solucionar a disputa. Além do embargo ao frango americano por conta da nova lei russa que proíbe o uso de cloro na higienização da carcaça das aves, russos e americanos também trataram da proibição imposta a seis processadoras de carne suína dos EUA por causa do excesso de resíduos de antibióticos.

A falta de acordo pesou sobre o mercado futuro de suínos na bolsa de Chicago e fez com que os importadores russos busquem alternativas de fornecimento, segundo Sergei Yushin, chefe da Associação Nacional da Carne. No caso do frango, o chefe do serviço veterinário da Rússia, Sergei Dankvert, disse, na quarta-feira, que a Tailândia poderia ser um fornecedor do produto.

A Rússia suspendeu as importações de frango dos Estados Unidos alegando que o país não cumpre os padrões de sanidade exigidos. Os EUA, por seu lado, dizem que seu frango é seguro e alguns críticos da proibição russa acreditam que o embargo possa razões políticas. O uso de cloro na lavagem da carcaça de frango é disseminada nas indústrias dos EUA para evitar a contaminação com listeria e salmonela.

As negociações entre as autoridades russas e dos EUA ocorreram sob forte segredo em Moscou. O Rospotrebnadzor, órgão responsável pela proteção do consumidor na Rússia, apenas soltou comunicado dizendo que "os participantes acreditam que as conversas permitiram que cada lado esclarecesse muitos aspectos de suas posições e os aproximaram". "As partes concordaram em manter novas conversas no futuro próximo".

Os representantes americanos não quiseram dar entrevista. O secretário de Agricultura dos EUA, Tom Vilsack, disse que será necessário mais trabalho para resolver a questão. "Estamos trabalhando com afinco para tentar encontrar um denominador comum", disse.

Não foi definida uma data para a retomada das conversas.

As exportações combinadas de carnes de frango, suína e bovina dos Estados Unidos para a Rússia somaram mais de US$ 1,3 bilhão em 2008. Só em carne de frango, foram US$ 800 milhões naquele ano. No ano passado, os americanos venderam 750 mil toneladas à Rússia - para este ano a cota russa para importação de frango dos EUA é de 600 mil toneladas.