Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
32ºmax
21ºmin
Notícias

Paraguai admite falha na vacinação do gado

22 novembro 2011 - 10h48
Paraguai admite falha na vacinação do gado

O Paraguai admitiu na última se­­ma­­na falha na vacinação do gado da Fazenda Santa Helena, onde foi con­­firmado um foco de aftosa em 18 de setembro. A ocorrência le­­vou ao sacrifício de 820 animais e à suspensão das exportações de carne bovina por pelo me­­nos seis meses. Os países vizinhos, in­­cluindo o Brasil, tiveram de re­­for­­çar a fiscalização nas fronteiras in­­ternacionais e divisas entre estados.

A última campanha de vacina­­ção do Paraguai foi entre 15 de ju­­lho e 30 de agosto. O prazo de 46 dias acabou sendo prorrogado por duas semanas, até 15 de setembro. Na prorrogação, bovinos da Santa He­­­­lena adoeceram.

Apesar de o pro­­prietário ter alegado que o gado era vacinado, o Serviço Na­­cional que Qualidade e Saúde Ani­­mal (Se­­nac­­sa) informou que uma auditoria no local apurou “ruptura na imu­­nidade” do plantel. O Senacsa anunciou que fará mudanças no sistema de vacinação.


“O proprietário tem a obrigação de vacinar seus animais e o governo, de fiscalizar e garantir que a vacinação seja efetiva.”

Daniel Rojas López, presidente do Senacsa, assume culpa dois meses após foco de aftosa.