Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
33ºmax
23ºmin
Notícias

PA: Stephanes lança GTA Eletrônica nesta quarta-feira

08 dezembro 2009 - 00h00Por Agência de Notícias do Pará

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Reinhold Stephanes, e a governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, lançarão em Marabá, sul do Pará, nesta quarta-feira (9), o projeto piloto da Guia de Trânsito Animal (GTA) Eletrônica, que entre outros benefícios poderá reduzir a zero o desmatamento causado pelas atividades pecuárias na região amazônica. O projeto é parte do programa Boi Guardião elaborado pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, que utiliza imagens de monitoramento por satélite.

Durante um ano, 70 técnicos da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), contratados para o censo do IBGE e agentes comunitários de saúde cadastraram aproximadamente 20 mil fazendas de gado. Munidos de GPS, os agentes visitaram cada fazenda para conferir a localização geográfica. O trabalho científico incluiu a Empresa Brasileira de pesquisa (Embrapa) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Na primeira fase, foi feito um retrato da ocupação de pastagem até dezembro de 2009. Por meio de imagens, analistas identificaram, por padrões de cores, textura e formas geométricas, as áreas de pecuária e as imagens iniciais serão comparadas aos novos retratos, a cada seis meses. Na prática, o programa começa com o monitoramento por satélite dessas propriedades e termina com o controle dos animais que são vendidos aos frigoríficos ou exportados. Animais oriundos de propriedades que desmatem não receberão o documento legal que permite o traslado até o frigorífico, a Guia de Trânsito Animal - Eletrônica (GTA).

A GTA passará a ser emitida de forma eletrônica e com dados do georreferenciamento, modernizando o processo de controle da movimentação em tempo real. O projeto piloto será desenvolvido na região centro sul do Pará, Marabá, Eldorado do Carajás, Água Azul do Norte, Ourilândia do Norte, Tucumã e São Félix do Xingu. Nessas cidades, o rebanho chega a quatro milhões de cabeças de gado. O programa estará implantado plenamente até final do primeiro semestre de 2011. Entre dezembro de 2009 e junho de 2010, o monitoramento será realizado nos seis municípios paraenses citados.

A partir de junho de 2010, o programa será estendido a mais 38 municípios do centro-sul do Pará que, juntamente com os seis da fase piloto, estão dentro da área livre de febre aftosa com vacinação (status fornecido à região pela Organização Internacional de Saúde Animal - OIE). Também será iniciado o monitoramento dos estados de Rondônia e Mato Grosso. Na terceira etapa, iniciada em dezembro de 2010, o monitoramento alcançará o restante do Pará que compreende o nordeste (67 municípios), o Baixo Amazonas e região de Marajó (32 cidades), além da totalidade dos outros dois estados incluídos no programa.