Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
37ºmax
20ºmin
Notícias

Operação do Ibama embarga 3,2 mil hectares de áreas ilegalmente desmatadas no Pará

24 junho 2011 - 00h00Por Ibama

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) aplicou R$ 17,1 milhões em multas e embargou 3,2 mil hectares de áreas ilegalmente desmatadas em Anapu, Pacajá, Novo Repartimento, Altamira e Portel, no sudoeste e centro-oeste do Pará. As ações ocorreram durante a Operação Parakanã, que percorreu os municípios entre 28 de abril e 14 de junho, com o objetivo de combater o desmatamento na região.

Além das multas e embargos, foram apreendidos 158 m³ de madeira em tora, 130 m³ do produto serrado, 11 maquinários de duas serrarias clandestinas, três tratores, duas motosserras e duas armas.

Os alvos dos agentes eram as áreas desmatadas indicadas pelo sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), programa do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), desenvolvido com apoio do Ibama e do Ministério do Meio Ambiente, que monitora o bioma por meio de análise de imagens de satélite.

No total, os agentes confirmaram em campo 58 áreas desflorestadas, a maioria delas em Pacajá, no sudoeste do PA. Com 840 hectares de florestas destruídas na primeira quinzena de junho, segundo estimativa do Deter, o município lidera no momento os índices de desmatamento no Estado. Nos próximos dias, o Ibama retorna à região para a operação Parakanã II.