Menu
Busca terça, 22 de junho de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
28ºmax
16ºmin
Notícias

Operação Carne Fraca ainda reflete no mercado de suínos

06 julho 2017 - 14h26Por Canal Rural
Operação Carne Fraca ainda reflete no mercado de suínos

Produtores de suínos de todo o país ainda pagam alto pela Operação Carne Fraca. Desde o dia da ação da Polícia Federal, o consumo caiu no mercado brasileiro. Apesar do aumento nas exportações em relação ao ano passado, esse foi o pior desempenho para junho dos últimos quatro anos.

O excesso de oferta no mercado interno por causa da queda no consumo, derrubou os preços. Hoje, o valor pago pela arroba gira em torno de R$ 65.

Para a pesquisadora do Cepea Camila Ortelan, apesar dos reflexos mais intensos da operação terem ficado para trás, ela ainda reflete no consumo, e outros fatores também influenciam nos preços. “Fora isso, também a exportação, que vinha no cenário um pouco mais acelerado”, afirma.

O menor número de abates também explica a queda dos preços, como mais animais acabam sendo ofertados no mercado independente, a concorrência aumenta.

Na propriedade de Ricardo de Mello, são produzidos mais de 15 mil animais. Para o suinocultor, o que mais prejudica o setor é a falta de controle nos preços. “Você demora um ano para produzir o animal e colocar no mercado . Quem compra o animal compra hoje e amanhã já está colocando o produto e faturando. Então essa especulação afeta diretamente a gente enquanto que a manipulação de mercado as pessoas chegam e falam ‘hoje, eu vou te pagar tanto’. Eles não perguntam quanto eu quero”, explica.

A situaçao já foi pior, de acordo com Ricardo. No milho, o produtor pagava R$ 56 a saca; hoje, já caiu para R$ 26. O farelo de soja, que saía por R$ 1500 a tonelada, o produtor compra por R$ 900. “De qualquer forma, ficamos na expectativa de uma virada no mercado, de um aumento do consumo”, conclui.

Ainda assim, de acordo com Camila Ortelan, as notícias não são muito animadoras. “Por enquanto a gente está trabalhando com o cenário de mais estabilidade no curto prazo . Alguns produtores até comentam que com a entrada do salários agora no mês de julho pode ser que melhore um pouquinho o consumo mas algo pontual”.