Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
20ºmin
Notícias

MS tem segundo maior aumento percentual de produção de etanol do País

17 fevereiro 2013 - 01h55Por Cana News

Mato Grosso do Sul registrou na safra 2012/2013 de cana-de-açúcar o segundo maior aumento percentual de produção de etanol do País na comparação com o ciclo 2011/2012, 16,7%, passando de 1,631 bilhão de litros para 1,905 bilhão de litros. Os números são referentes até a segunda quinzena de janeiro, quando duas usinas do Estado ainda estavam processando matéria-prima. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (15) pela União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), com base em informações da Associação dos Produtores de Bioenergia (Biosul).

A frente de Mato Grosso do Sul em aumento percentual de produção de etanol está apenas Goiás, que teve um incremento de 16,8% na fabricação do biocombustível, saltando de processamento de 2,677 bilhões de litros para 3,129 bilhões de litros. Em relação a moagem, a produção sul-mato-grossense no ciclo 2012/2013 teve, até o fim de janeiro, um aumento de 9,7% frente a safra passada, saindo de 33,859 milhões de toneladas para 37,158 milhões de toneladas.

Com o aumento de matéria-prima disponível o parque sucroenergético do Estado ampliou a produção de açúcar no comparativo dos dois ciclos em 9,7% (de 1,587 milhão de toneladas para 1,742 milhão de toneladas). De acordo com os dados da Biosul/Unica, o mix de produção, ou seja, a quantidade de matéria-prima destinada a fabricação de cada produto, está mais alcooleiro nesta safra do que na anterior. No ciclo 2011/2012, 62,4% da cana processada no Estado era destinada a produção de etanol, no 2012/2013 passou para 63,8%.

Além do aumento de produção, a qualidade da cana colhida no Estado também melhorou. O ATR (Açúcares Totais Recuperáveis) da matéria-prima teve um aumento de 4%, passando de 130,8 para 136 na análise dos dados das duas safras. O levantamento da Unica reitera a posição de Mato Grosso do Sul como quinto maior produtor nacional de cana, atrás apenas de São Paulo com 329,6 milhões de toneladas moídas no período, de Goiás, com 52,7 milhões de toneladas, de Minas Gerais com 51,7 milhões e do Paraná, com 39,6 milhões.

A entidade aponta que até a segunda quinzena do primeiro mês deste ano a produção brasileira de cana teve um incremento de 7,9% neste ciclo em relação a safra passada. O Centro-Sul passou de uma moagem de 493,1 milhões de toneladas para 532,1 milhões de toneladas.