Menu
Busca quinta, 04 de março de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
32ºmax
22ºmin
Notícias

MS envia comitiva para discussão que prevê retirada da vacinação contra aftosa

19 junho 2018 - 23h17Por Semagro

O Governo do Mato Grosso do Sul garante sua participação na primeira reunião do Bloco V – formado por Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina – que discute em Cuiabá de 19 a 21 de junho, o Plano Estratégico de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa prevendo a retirada da vacinação até 2026.

Acompanhando a programação, o Diretor Presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Luciano Chiochetta, o vice Diretor Roberto Bueno, o gerente de Defesa Sanitária Animal, Rubens de Castro Rondon, a Chefe da Divisão de Defesa Sanitária Animal Marcia Rabelo, o coordenador do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção de Febre Aftosa – PNEFA, o fiscal estadual agropecuário e médico veterinário, Fernando Endrigo Ramos Garcia, juntamente com o Superintendente da Semagro, Rogério Beretta e o Coordenador de Pecuária, Marivaldo Miranda, participam da abertura na terça-feira (19) e dos painéis que tratam do “Plano Estratégico 2017-2026 do PNEFA, as atualizações implementadas à nível nacional e orientações para gestão das operações nos estados.
 
No segundo painel, ainda no primeiro dia do encontro, os sul mato-grossenses conferem o painel “Sustentação financeira do Plano Estratégico”. Dia 20, quarta-feira, a discussão será em torno das “características geográficas e estruturais das fronteiras da região com impactos na transição de status sanitário” e apresentação do Programa de defesa agropecuária na faixa de fronteira. Na sequência um painel trata do Plano Estratégico 2017-2026 do PNEFA e coloca em discussão o Programa de Avaliação da Qualidade e Aperfeiçoamento dos Serviços Veterinários Oficiais.   
 
Na oportunidade, quando estão previstos os comentários gerais dos estados auditados sobre os resultados das auditorias Mato Grosso do Sul terá sua participação. “O papel colaborativo dos fundos na execução do Plano” o “Bioterrorismo e contraterrorismo” e “As perspectivas de evolução regional para o status de livre de febre aftosa sem vacinação e cumprimento da última etapa do PHEFA” são os temas que encerram o segundo dia de encontro. No último dia, quinta (21), entram em pauta as atualizações sobre a fronteira de Roraima com a Venezuela, o aplicativo “Pec Saúde Animal” e por último a visão prospectiva do Paraná na adoção do cronograma do Bloco V.