Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
21ºmin
Notícias

Ministro diz que próximo plano safra terá mais recursos, mesmo com sobra

23 abril 2010 - 00h00Por Agência Brasil.

O Plano Agrícola e Pecuário 2010/2011 terá um volume de recursos maior do que os R$ 107,5 bilhões disponibilizados na safra atual, informou o ministro da Agricultura, Wagner Rossi. Ele disse que o plano está em fase final de formulação e deve ser lançado em junho.

“Há uma sobra de cerca de 10% da safra atual e, mesmo assim, vamos aumentar o volume de recursos”, afirmou. O ministro disse que algumas linhas de financiamento, como para estocagem de etanol e recuperação de áreas degradadas, que tiveram pouquíssima procura, serão reformuladas, com redução dos juros cobrados.

Rossi ressaltou que o médio produtor terá mais linhas de crédito, além da ampliação do limite de renda para fins de enquadramento nos programas de financiamento.

Segundo ele, pequenos e grandes produtores contam com grande variedade de recursos, enquanto os médios necessitam de apoio.

No Plano Agrícola e Pecuário 2009/2010, dos R$ 107,5 bilhões disponibilizados, apenas R$ 5 bilhões se destinavam a este grupo, por meio do Programa de Geração de Emprego e Renda (Proger Rural). Na safra anterior, eram R$ 2,9 bilhões.

Em relação a uma inédita redução do preço mínimo de garantia de alguns produtos, como o milho, que está sendo estudada pelo Ministério da Fazenda, Rossi disse que a posição do Ministério da Agricultura é clara.

“Não há dúvida de que se colocaram patamares de preço que levaram a essa discussão no Ministério da Fazenda, que fala por exemplo da redução dos custos de produção. Mas a Agricultura tem uma posição muito firme em relação a isso e acreditamos que manter os preços atuais é compatível”, afirmou.