Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
21º
MOBILIZAÇÃO

Ministério da Agricultura monta estratégia para combater desperdício de alimentos

As recomendações finais foram propostas pelo Grupo de Trabalho (GT), criado no âmbito da Comissão para o Desenvolvimento Sustentável do Agronegócio

03 outubro 2022 - 09h56Por DBO Rural

O governo federal, por intermédio do Ministério da Agricultura, estabeleceu estratégias para o aperfeiçoamento de políticas públicas no combate às perdas e ao desperdício de alimentos. As recomendações finais foram propostas pelo Grupo de Trabalho (GT), criado no âmbito da Comissão para o Desenvolvimento Sustentável do Agronegócio do Ministério da Agricultura, cujas tarefas se iniciaram em setembro do ano passado.

Segundo nota do Ministério da Agricultura, o GT definiu recomendações, que foram separadas em cinco eixos temáticos: Pesquisa, Desenvolvimento, Tecnologia e Estatística; Avaliação e monitoramento do ambiente Regulatório; Difusão de conceitos e comunicação; Integração de Políticas Públicas; e Integração Internacional. São elas:

– O aperfeiçoamento e o incentivo à pesquisa e estatísticas nacionais relacionadas ao tema: perdas e desperdício de alimentos;

– O uso intensivo de tecnologias consagradas e novas tecnologias (como a irradiação) na busca pela preservação de alimentos e redução de perdas;

– O fortalecimento e ampliação de políticas públicas que reduzam perdas e desperdício como os Bancos de Alimentos junto às Centrais de Abastecimento (Ceasas) e programas como o Alimenta Brasil e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE);

– Uma revisão regulatória para aperfeiçoamento de normas que reduzam perdas e desperdício de alimentos;

– O engajamento pleno do Brasil nos esforços internacionais para o enfrentamento do tema buscando atingir os objetivos da FAO/ ONU.

Para o diretor de Programas da Secretaria-Executiva do ministério e coordenador do GT, Luís Eduardo Rangel, o Brasil tem diversas iniciativas conectadas à redução de perdas e desperdício que envolvem desde o produtor até o consumidor final. “Só nos resta coordenar de maneira eficiente as diversas ações, e assim oferecermos soluções para produtores rurais, atacadistas, varejistas e consumidores na busca por uma redução de desperdício”.

Segundo levantamento da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO/ONU), estima-se que cerca de 30% dos alimentos produzidos no planeta sejam desperdiçados ou perdidos por ano, alcançando 1,3 bilhão de toneladas. Na América Latina, são cerca de 77 milhões de toneladas perdidas.