Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
20º
Agroindústria

Marfrig registra lucro líquido de 62,6 milhões de reais no primeiro trimestre do ano

Números consolidam as informações contábeis e financeiras da Operação América do Sul

16 maio 2024 - 15h12Por Da Assessoria

A Marfrig (B3:MRFG3 e ADR Nível 1: MRRTY), uma das líderes globais na produção de carne bovina, suína e de aves, e a maior produtora de hambúrguer no mundo, apresentou hoje seus resultados fiscais relativos ao primeiro trimestre de 2024. Os números consolidam as informações contábeis e financeiras da Operação América do Sul (apenas das operações continuadas), da Operação América do Norte (representada pela National Beef) e da BRF, controlada pela Marfrig.
 
No primeiro trimestre de 2024, a Marfrig reportou Lucro Líquido Consolidado de 62,6 milhões de reais, uma reversão sobre os 634 milhões de reais de Prejuízo Líquido no mesmo trimestre de 2023. A Receita Líquida Consolidada foi de 30,4 bilhões de reais, alta de 3,8% sobre a comparação anual.
 
O EBITDA Ajustado Consolidado foi de 2,7 bilhões de reais – aumento de 94,8% em relação ao primeiro trimestre de 2023. A Margem EBITDA Ajustada Consolidada, por sua vez, foi de 8,7%, 4,1 pontos percentuais acima da margem registrada no mesmo período do ano passado. O Fluxo de Caixa Operacional foi positivo em 1,5 bilhão de reais no trimestre.
 
Nos primeiros três meses de 2024, a Marfrig atingiu alavancagem consolidada de 3,43 vezes, frente a 3,71 vezes no período imediato anterior (quarto trimestre de 2023). 
 
A carne bovina – foco das operações da Marfrig na América do Sul e da National Beef, na América do Norte – respondeu por 56% da Receita Líquida Consolidada da Marfrig no trimestre. Produtos derivados de proteínas de aves e suínos – mercados nos quais a BRF está entre as líderes globais – representaram 44% da Receita Líquida Consolidada, o que demonstra a diversificação da companhia em termos geográficos e de proteínas.
 
Um dos destaques do período foi o significativo aumento da participação de produtos de valor agregado – com marcas e industrializados – na Receita Consolidada da Operação América do Sul. Atualmente, esses produtos são responsáveis por cerca de 39% da Receita da operação, contra 34% quando comparado ao ano de 2022.
 
Na América do Norte, a National Beef registrou mais um bom trimestre, com margens superiores à média do mercado. A receita líquida subiu 9,5% na comparação anual, e chegou a 2,8 bilhões de dólares. Já a margem EBITDA Ajustada atingiu 2,1%.
 
O forte resultado da BRF - com Receita Líquida de 13,4 bilhões de reais, EBITDA Ajustado de 2,1 bilhões de reais e margem EBITDA Ajustada recorde de 15,9% nos três primeiros meses do ano - foi um dos impulsionadores do Resultado Consolidado da Marfrig. O desempenho da subsidiária reflete os avanços consistentes do Programa de Eficiência, o BRF+ 2.0, que capturou 438 milhões de reais no período, além da conquista de novas habilitações e avanços tanto na execução comercial como na compra de grãos.
 
"Os números deste período demonstram a assertividade da nossa gestão e da nossa estratégia", diz Marcos Molina dos Santos, controlador e presidente dos conselhos de administração da Marfrig e da BRF. "Estamos construindo uma plataforma de produção e distribuição de proteínas cada vez mais completa e complementar, com um portfólio robusto de marcas e produtos, com atuação em diferentes geografias. Isso nos garante uma posição privilegiada no mercado."
 
Nos primeiros três meses de 2024, os investimentos da Marfrig chegaram a 854,7 milhões de reais. Nas operações de bovinos da América do Norte e da América do Sul foram investidos 327 milhões de reais.