Menu
Busca sábado, 15 de junho de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
30º
Mercado

Leilão virtual marca lançamento da Expogrande e retomada dos grandes certames da feira

A partir de agora, o Leilão de Corte Acrissul será realizado toda quinta-feira

09 dezembro 2022 - 10h20Por Acrissul | Assessoria de Comunicação

Após a cerimônia em que o presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Guilherme de Barros Costa Marques Bumlai, lançou, na noite desta quinta-feira (08/12), no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande (MS), a 83ª edição da Expogrande, a maior feira agropecuária do Estado, um pool de leiloeiras promoveu, de forma virtual, o 1º Leilão de Corte Acrissul, que ofertou mais de dois mil animais de corte para recria e engorda.

Na prática, o certame marcou a retomada dos tradicionais leilões de gado de corte realizados semanalmente pela Acrissul e, a partir de agora, serão feitos toda quinta-feira no Tatersal de Elite do Parque de Exposições Laucídio Coelho ou de forma virtual. Para os representantes das leiloeiras de gado Leiloboi, BR Boi, MS Leilões e Taquari Leilões, os leilões são o ponto forte da Expogrande e retorno do certame vai abrilhantar ainda mais a freira agropecuária de Campo Grande, que é uma das maiores do Brasil.

Segundo o sócio-proprietário da Leiloboi Leilões Rurais, Carlos Guaritá, a volta da realização de leilões dentro do Parque de Exposições Laucídio Coelho e durante a próxima Expogrande demonstra a vontade de trabalhar do presidente da Acrissul, Guilherme Bumlai. “A Expogrande tem renome nacional e não poderia continuar da forma que foi nos últimos dois anos. Agora, em 2023, acredito que a Acrissul fará uma grande feira agropecuária, pois o Guilherme Bumlai está muito animado e tem bom relacionamento no meio do agronegócio”, analisou.

Carlos Guaritá acrescentou que as leiloeiras estão todas preparadas para promover muitos leilões em 2023. “Estamos todos preparados e esse primeiro leilão de corte virtual foi para abrir a porteira para muitos outros que vamos realizar, pois o certamente é a melhor maneira de se comercializar gado. Para a Expogrande, a Leiloboi já programou 10 leilões durante a feira e acredito que ao todo serão mais de 30 juntando todas as leiloeiras”, projetou.

O proprietário da Taquari Leilões Rurais, Pantaleão Flores, cuja empresa tem como foco principal os leilões do corixão Pantanal da Nhecolândia, também tem a expectativa de que os certames de gado voltem a ser grandes novamente. “Queremos que tudo volte a ser como era antes, pois não podíamos ter deixado chegar no ponto que chegou. A Expogrande era um ponto de referência para a pecuária sul-mato-grossense e chegávamos a fazer até 55 leilões por feira, enquanto hoje a gente não faz nenhum”, lamentou.

Pantaleão Flores pontuou que pela a retomada da força da Expogrande as leiloeiras de gado se uniram e promoveram esse 1º Leilão de Corte Acrissul. “Fizemos esse primeiro virtual, mas os próximos nós queremos que seja presencial. Na Expogrande, devemos retornar com os leilões de cavalo, de gado de corte e também de touro, que são muito importantes para as leiloeiras. Queremos que a feira volte a ser um dos maiores centros de leilões do Brasil”, revelou, informando que deve fazer dois leilões durante a Expogrande 2023.

O representante da BR Boi Leilões Virtuais, Flávio Luiz Bortoletto, reforçou que a parceria com as outras leiloeiras de gado de Mato Grosso do Sul deve permitir a realização de certames todas as semanas no Parque de Exposições Laucídio Coelho. “Quero voltar aos bons tempos da Acrissul, quando fechamos bons negócios e reuníamos os amigos. Para a Expogrande, já temos vários leilões agendados e acredito que devemos superar uns 30 pregões mais ou menos”, finalizou.