Menu
Busca terça, 11 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
33ºmax
20ºmin
Notícias

Leilão da Conab escoa produção de milho do MS

16 julho 2010 - 00h00Por A Crítica.

Mato Grosso do Sul vendeu as 80 mil toneladas de milho ofertadas ontem (15) no leilão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Foi o sexto pregão eletrônico via Prêmio de Escoamento de Produto (PEP), realizado com o objetivo de liberar os armazéns para a estocagem do milho safrinha. No pregão de hoje a Conab retomou a quantidade ofertada nos três primeiros leilões, depois de ter reduzido para 50 mil toneladas nos dois últimos certames.

Conforme o coordenador da Comissão Técnica da Agricultura da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Almir Dalpasquale, o leilão foi positivo, pois escoou todo o milho do Estado, e a tendência é que a situações melhore no futuro. "Há perspectiva de que haja mais compradores nos próximos leilões, o que deverá tornar o leilão ainda mais competitivo", salienta Dalpasquale sobre os seis pregões que ainda serão realizados.

Dados da Conab revelam que um total de 306,4 mil toneladas já foram arrematadas nos seis primeiros leilões, sendo que a previsão é de que um milhão de toneladas sejam leiloadas até o final de 2010. Em âmbito nacional, 84% da meta de escoamento foi atingida nos cinco leilões passados. MS teve um fraco desempenho nos primeiros leilões da Conab, quando conseguia vender menos de 70% do milho ofertado. Depois das dificuldades iniciais, hove a redução de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a divisão do Estado em duas regiões, cada uma com valores de incentivo diferentes, o tornou o milho produzido no Estado mais atrativo aos compradores.