Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
28ºmax
13ºmin
Notícias

JBS volta às compras com preços acima da referência e garante animais para regularizar escalas

28 setembro 2017 - 00h00Por Notícias Agrícolas

Gustavo Figueiredo, analista de mercado da AgroAgility, destaca que, no período em que o JBS ficou fora das compras, os demais frigoríficos aproveitaram o momento para recuar. Entretanto, de volta ao mercado, ele paga preços melhores do que os refletidos diariamente, com prazos menores.

Enquanto os outros frigoríficos, com escalas mais tranquilas, ficaram aguardando, o JBS regularizou suas escalas. O frigorífico pagou preços entre R$147/@ e R$148/@ em São Paulo, com sete dias de prazo, sem descontar o Funrural. Para o boi Europa, destinado para a exportação, os pagamentos giraram em torno de R$150/@.

Os demais frigoríficos pagam preços entre R$143/@ a R$145/@ a vista. Agora, estes precisam igualar ou pagar a mais que o JBS para dar continuidade às suas escalas.

As ofertas estão escassas. Os produtores que possuíam animais terminados anteciparam suas vendas frente à instabilidade do mercado. Além disso, a seca influencia em um baixo fluxo de animais de pasto. Por isso, a pressão de alta nos próximos dias pode ser grande. Na BM&F, o boi já sinaliza R$143,10/@ livre a vista para outubro.

Enquanto isso, a demanda interna passa por um período de transição. A última semana do mês tem uma demanda tradicionalmente baixa, mas um fluxo menor de abates colaborou para o equilíbrio do mercado. Por outro lado, as exportações continuam fortes.

Figueiredo aconselha os pecuaristas a, no curto prazo, negociarem o máximo que puderem e não entregarem animais em preços anteriores. Se houver necessidade de vender, o ideal é fazê-lo de forma compassada. Ele recomenda também que se trabalhe com operações de put estipulando um valor mínimo de venda até que as instabilidades saiam do radar.