Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
22ºmin
Notícias

JBS economiza R$ 1 bi com regularização tributária, mas vê impacto negativo de R$ 2,3 bi no lucro

09 novembro 2017 - 00h00Por CarneTec

A JBS S.A. deverá ter um impacto de R$ 2,3 bilhões no lucro líquido do terceiro trimestre como resultado da adesão ao Programa Especial de Regularização Tributária (PERT), que permitirá quitar R$ 4,2 bilhões em débitos de INSS, PIS, Cofins e IR/CSLL.

A processadora de carnes terá uma economia total de R$ 1,1 bilhão com a adesão ao programa, que prevê reduções de juros, multas e parcelamento de débitos, informou a empresa em comunicado na terça-feira (07).

Vinte por cento do valor bruto dos débitos de R$ 4,2 bilhões da empresa serão pagos em parcelas mensais até dezembro de 2017, totalizando R$ 1,1 bilhão. Os débitos com a Receita Federal serão quitados à vista com a utilização de créditos tributários, totalizando R$ 1,6 bilhão. Já os débitos de competência da Procuradoria Geral da Fazenda serão quitados em 145 parcelas mensais e sucessivas a partir de janeiro de 2018, totalizando R$ 1,5 bilhão.

“Para estes débitos, o valor parcelado considera reduções de 80% dos juros de mora, 50% das multas de mora e de ofício e 100% dos encargos legais”, informou a JBS. Os valores parcelados sofrerão atualização pela taxa de juros Selic.

O governo federal criou o PERT em maio deste ano por meio de medida provisória, concedendo condições especiais para a negociação de dívidas vencidas até o dia 30 de abril de 2017 perante a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

A BRF já anunciou no início de outubro sua adesão ao programa, com expectativa de um impacto positivo de R$ 310 milhões no seu resultado antes de imposto de renda e contribuição social. O efeito no resultado financeiro será de R$ 220 milhões, segundo a companhia.