Menu
Busca segunda, 19 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
23ºmin
Notícias

Índios devem deixar área de conflito na região Sul

16 abril 2010 - 00h00Por Campo Grande News, por Aline Queiroz.

Índios guarani-kaiowá serão obrigados a deixar até dia 27 deste mês a fazenda que ocupam em Coronel Sapucaia, município distante 394 quilômetros de Campo Grande. O local é uma das principais áreas de conflito indígena de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o líder Ismarth Martins, na terça-feira, 16 agentes da PF (Polícia Federal) foram ao local e comunicaram do prazo. O indígena esclarece o proprietário da fazenda conseguiu liminar para retirar os guarani do local.

“Não temos para onde ir. Aqui tem crianças, mulheres, idosos, grávidas”, lamenta Martins.

Embora não tenham alternativa, os indígenas não entrarão em confronto. Eles farão uma mobilização pacífica nos dias 26 e 27.

Segundo Martins, os indígenas farão dois dias de orações em homenagem aos líderes que morreram na luta pela terra.

Há quatro anos os índios estão na área. Desde 25 de novembro, os índios estão na parte da tradicional Kurussu Ambá, a 5 quilômetros da fazenda Madama. Em 2007, a índia Julite Lopes, 70, foi morta a tiros por seguranças particulares durante desocupação da área.