Menu
Busca domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
38ºmax
25ºmin
Notícias

Indicador se aproxima de R$ 100/sc e farelo, de R$ 1.500/t

17 junho 2016 - 00h00Por Cepea
A firme demanda mundial por soja e por farelo tem elevado com força os valores do grão e do derivado nos Estados Unidos e também no Brasil. Segundo pesquisadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, a forte quebra na produção na Argentina e o consequente menor processamento do grão naquele país deslocaram compradores de soja para os outros dois principais países produtores do grão, Estados Unidos e Brasil.
 
A maior demanda somada a preocupações quanto aos impactos do fenômeno climático Lã Nina sobre a produção norte-americana vêm impulsionando os contratos futuros na CME Group (Bolsa de Chicago).  Nesse cenário, os preços da soja no Brasil atingiram novos recordes nominais. 
 
O Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa, referente ao grão depositado no corredor de exportação e/ou negociado na modalidade spot (pronta entrega), no porto de Paranaguá (PR), registra alta expressiva de 6,36% na parcial deste mês (até o dia 14 de junho), fechando a R$ 97,61/saca de 60 kg na terça-feira, 14, patamar recorde da série do Cepea (iniciada em 2006), em termos nominais, e o maior desde 24 de setembro de 2012, em termos reais (R$ 98,05/sc, valor deflacionado pelo IGP-DI). O maior valor real da série do Cepea, de R$ 113,91/sc, foi observado em agosto/12. 
 
Os preços de farelo de soja, considerando-se a média das regiões acompanhadas pelo Cepea, apresentam alta de 1,8% na parcial de junho. Em Campinas (SP), o farelo foi negociado a R$ 1.454,99/tonelada nessa terça, o maior patamar nominal de toda a série do Cepea, iniciada em 1999. Em termos reais, é o mais alto desde dezembro/13. No norte do Paraná, a tonelada do farelo já é negociada acima dos R$ 1.600,00.
 
Segundo a Secex, 30,8 milhões de toneladas de soja foram embarcadas pelo Brasil neste ano, 37,3% superior ao mesmo período de 2015. De janeiro a maio deste ano, o Brasil exportou para a China 23,66 milhões de toneladas de soja em grão. Esse volume supera em 5,5% a quantidade embarcada pelo Brasil nos primeiros cinco meses de 2015 para todos os destinos (de 22,43 milhões de toneladas). De farelo, o Brasil exportou 6,87 milhões de toneladas de janeiro a maio, 20,4% a mais que no mesmo período do ano passado. Apenas em maio, os embarques de farelo de soja superaram em 34,8% os de abril e em 21,4% os de maio/15.
 

Leia Também

Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Coronavírus
Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Mercado Externo
Arábia Saudita retoma importação de frigoríficos de MG após embargo de 10 dias
As compras haviam sido suspensas no dia 6, após a confirmação de um caso atípico do "mal da vaca louca" no Estado
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Meio Ambiente
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados
Feiras & Eventos
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados