Menu
Busca sexta, 30 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
24ºmax
18ºmin
Notícias

Indicador Esalq BM&F/Bovespa reage às ofertas menores de boi em SP

21 maio 2010 - 00h00Por FAEG.

A safra de boi de pasto está em estágio final e a indústria que força os preços para baixo, já estão encontrando resistências dos produtores em algumas praças como São Paulo, onde as escalas se encurtaram e já buscam mercados mais ofertados.

Em Goiás, os produtores ainda não reagiram contrário a oferta de preços menores e as cotações segem reduzindo, porém em percentuais menores. Pode ser que essa alternativa de compra de gado por São Paulo, comece a segurar ainda mais a queda dos preços, que ao que parece, só está tendo forças alimentadas pelo consumo interno que segue devagar e pelas exportações que em quantidade, estão menores que no mesmo período do ano passado. A média de preços recebidos pela arroba do boi gordo, em Goiás fechou à R$ 74,21 à vista, redução de 1,2% comparado com a semana passada.

O Indicador Esalq/BM&FBovespa São Paulo, oscilou 0,44% no valor de ontem(19) comparado com o do dia anterior e se comparar há um mês, praticamente manteve estável, refletindo a diminuição da oferta de gado na região. Os preços dos ajustes futuros, consultado hoje( 20), sinalizava variações positivas para quase todos os meses. Esses preços devem seguir se sustentando, principalmente no período em que as ofertas de boi à pasto terminarem e ainda não tiver boi de confinamento pronto.

São os momentos em que o produtor deve ficar atendo e se inteirar dos instrumentos de negociação disponíveis, via Bolsa de Mercadorias, com registros de balcão e outros, fixando preços que atingem uma rentabilidade melhor e se resguardando através da formalização da venda.