Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
24ºmin
Notícias

Incubadora genética melhora produção bovina

30 janeiro 2012 - 11h19Por Dia de Campo

O Rio Grande do Norte conta com índices de produção bovina 30% abaixo da média nacional. No entanto, o estado aposta no melhoramento genético do seu rebanho para se tornar mais competitivo dentro do mercado nacional. Isso porque desenvolvida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do RN (Sebrae/RN,) em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN) do município seridoense e a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), uma incubadora de melhoramento genético promete melhor a produção de leite da região e espera superar o índice de produção bovina do país em até 15%.

O que desejamos com a incubadora é melhorar o perfil genético do rebanho de leite no Estado do Rio Grande do Norte. Temos índices de produtividade muito baixos, 30% abaixo da média nacional, que já é baixa quando comparada ao Estado de Minas, por exemplo — afirma Acácio Brito, gestor do projeto de leite e derivados do Sebrae/RN.

Essa é uma iniciativa pioneira e em um trabalho como esse, não há espaço para uma visão imediatista, como explica o gestor. Isso porque essa ação consiste na geração de um embrião que começará a mostrar resultados dentro de 3 ou 4 anos. Já em curto prazo, o objetivo é que pelo menos a produtividade de leite no estado se assemelhe à produtividade do país.

— Na medida em que o tempo for passando, espera-se superar a produtividade brasileira em até 15% — completa Brito.

A incubadora pode ser utilizada com qualquer gado leiteiro. O tipo de animal é uma escolha do produtor. Do ponto de vista do criador, a incubadora atende a dois públicos distintos. Um deles é o produtor que já seleciona a genética do rebanho. O outro consiste no criador comum, desde o pequeno que conta com uma ou 20 matrizes e que cria o gado sem nenhuma preocupação com a seleção genética.

— O edital do projeto será lançado entre a última semana de janeiro e a primeira de fevereiro. O produtor ou empresa que tem interesse em participar desse trabalho precisa estar atento ao edital para inscrever seus projetos — orienta o entrevistado.

Para mais informações, basta entrar em contato com o Sebrae/RN através do número 0800-570-0800.