Menu
Busca terça, 18 de junho de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
21º
Nutrição

Híbrido de milheto ajuda pecuarista a reduzir custos e aumentar produtividade

Produtores de leite e carne se surpreenderam com desempenho dos animais depois que inseriram a forrageira na dieta dos animais

27 outubro 2022 - 08h00Por Luis Fernando Duarte | Da Assessoria
Híbrido de milheto ajuda pecuarista a reduzir custos e aumentar produtividade

A importância da ciência para a melhora do desempenho no campo é inquestionável, porém, é notório que quem mais sabe sobre a sua terra é o próprio produtor. Ele conhece o histórico produtivo da região, realiza comparativos e atesta o melhor desempenho dos insumos que utiliza. Por isso, as opiniões dos produtores são fundamentais para entender qual a melhor opção de produtos para atender a demanda, reduzir custos e aumentar a produtividade.

Anderson Rigo, de Ibirapuitã (RS), sofreu na safra passada com a estiagem severa que afetou o Sul do Brasil. 

Entretanto, Rigo utilizou o Híbrido de Milheto Forrageiro Valente ADRF 6010, que, apesar da falta de água, teve uma boa produção de volumoso, com qualidade, superando, segundo o produtor, a expectativa. Com o Valente, foi possível realizar três cortes para a confecção de pré-secado para utilização nos animais destinados à produção de leite. Os cortes, ao todo, produziram 87 bolas de 550 kg cada. O Valente também gerou melhora na palatabilidade dos animais.

Com uma propriedade familiar, Rudimar Piekas tem um plantel de 48 animais em Francisco Beltrão (PR). Ele utilizou o Valente ADRF 6010 e obteve ganhos na produção de leite com baixo custo, já que teve uma redução de 66% na ração e 50% na silagem pelo melhor uso das pastagens. Piekas alcançou também uma produção de 30 litros de leite por animal/dia com o Valente, ou seja, aumentou sua produção em 10 litros de leite por animal/dia.

Características 

Julio Ricardo Zannin é engenheiro agrônomo e representante comercial da ATTO Sementes, e destaca que o desempenho dos criadores se deve ao conjunto de características do Valente, que permite para as atividades, tanto de corte quanto leiteira, uma maior produção de matéria verde e uma melhor conversão de matéria seca em quilos de carne e litros de leite.

“Uma maior produção de matéria verde traz ao produtor um custo menor para a produção do litro de leite e do quilo de carne, isso devido a maior oferta de alimento na propriedade”, destaca. 

Zannin conta que o Valente tem um rápido desenvolvimento, ou seja, em 22 a 25 dias já é possível obter o primeiro corte. “Comparado ao capim sudão, os animais vão poder entrar no 6010 no piquete, por exemplo, 12 a 15 dias antes, com uma forrageira de melhor qualidade, que tem uma proteína maior”.

Além disso, o Valente tem uma vida vegetativa longa, de mais de 90 dias para florescer. Isso faz com que o produtor tenha um volume de matéria verde e seca maior, atendendo o planejamento e a demanda forrageira do criador.

Tipos de uso

O Híbrido de Milheto Valente ADRF 6010 possui três tipos de uso: Pastejo, Pré-secado e Silagem. 

Em pastejo, o uso do Valente ADRF 6010 tem longevidade de até 15 ciclos e maior produção de matéria verde. O seu uso na pecuária de leite, por exemplo, resulta na conversão de 1 kg de matéria seca para 1,23 a 1,47/litro. 

Já para uso em pré-secado, técnica muito utilizada no Sul do País, o Valente ADRF 6010 resulta em 10 a 15 bolas de cerca de 600 kg cada por hectare, conforme pesquisa da ATTO.

Além disso, é possível ainda fazer a reforma de pastagens, produzindo silagem no plantio consorciado do capim com o Valente. Após o corte para silagem, o capim já fica formado e isso dilui o custo da formação de pasto e da produção de silagem, pois faz as duas coisas ao mesmo tempo.