Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
22º
PECUÁRIA LEITEIRA

Governo de MS recebe projeto para melhoria da produção leiteira no Estado

O governador Eduardo Riedel reuniu-se com o deputado estadual e coordenador da Frente, Renato Câmara

04 abril 2024 - 08h55Por Da Redação

Para propor a melhoria genética do rebanho leiteiro e da produção de leite em Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado recebeu hoje (3), o projeto da Frente Parlamentar do Leite da ALEMS (Assembleia Legislativa de MS).

O governador, Eduardo Riedel, se reuniu com o deputado estadual e coordenador da Frente, Renato Câmara, além do secretário executivo de Desenvolvimento Econômico Sustentável da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), Rogério Beretta, e outros representantes da área, para discutir sobre melhorias ao setor.

“Essa movimentação da Frente parlamentar é muito importante. E me chama atenção ser um projeto voltado a genética, como uma das bases para melhoria da produtividade. E pode fazer a diferente, porque tem a pré-seleção”, afirmou Riedel.

O projeto de melhoramento genético para pecuária de leite, foi desenvolvido por professores da UEMS (Universidade do Estado de Mato Grosso do Sul) – que também participaram da reunião –, voltado a melhoria do rebanho e, consequentemente, da produção.

“Vem atender o problema da pecuária de leite, que é a baixa produtividade do nosso rebanho. É muito interessante, importante dizer que a Câmara Setorial do Leite tem pronto para ser aprovado, um plano de fomento da pecuária de leite, o Proleite. Este projeto está alinhando com os objetivos do plano, é de melhoramento genético. É um ato que faz com que o rebanho melhore rapidamente e consiga aumentar os índices de produtividade e produção de leite no Estado todo”, afirmou Beretta.

A Frente Parlamentar do Leite foi criada para subsidiar com informações técnicas e dados estatísticos, as iniciativas legislativas de interesse da sociedade sobre o tema, em especial aquelas voltadas à produção, industrialização e comercialização do leite e seus derivados. E ainda para estimular a atividade de produção leiteira no Estado.

“Sabemos que os produtores de leite enfrentam dificuldades e o cenário é desestimulante. Nossa intenção é mostrar uma alternativa. Estamos vendo o projeto como uma maneira de virar essa chave”, afirmou Câmara