Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
35ºmax
20ºmin
Notícias

Governo atua para garantir investimento de R$ 200 milhões em fábrica de ração e matrizes suínas

05 dezembro 2017 - 00h00Por Governo do Estado

O governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) atua para garantir investimento de R$ 200 milhões em uma fábrica de ração para suínos e produção de matrizes suínas em Mato Grosso do Sul.

 
O investimento está no planejamento financeiro da Cooperativa Agroindustrial Alfa (Cooperalfa), de Chapecó (SC) e ainda deve ser aprovado em assembleia com os cooperados da instituição. Três municípios sul-mato-grossenses estão na disputa: Dourados, Sidrolândia e Nova Alvorada do Sul. Além de ração para suínos, a fábrica também irá produzir 10 mil matrizes suínas. Toda produção irá atender a Aurora, em São Gabriel do Oeste, ampliando o adensamento da cadeia produtiva da suinocultura no Estado.
 
Na avaliação do secretário Jaime Verruck, da Semagro, o interesse da Cooperalfa em se instalar em Mato Grosso do Sul é um resultado direto da política de atração de investimentos implantada na gestão do governador Reinaldo Azambuja. Em junho deste ano, o governo do Estado lançou o Programa Estadual de Desenvolvimento e Fortalecimento do Cooperativismo em Mato Grosso do Sul (Procoop), elaborado em parceria com o Sistema OCB/MS. Já no final do mês de agosto foi apresentada a palestra “Mato Grosso do Sul: Próximo Destino de seus Investimentos em Suinocultura e Avicultura”, durante o Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura (Siavs).
 
“Essas duas ações já estão dando resultado. A procura da Cooperalfa por municípios em Mato Grosso do Sul para fazer um investimento de R$ 200 milhões é uma prova concreta de que estamos no caminho certo. As cooperativas estão crescendo e Mato Grosso do Sul tem hoje disponibilidade de crédito para o setor e já atraiu grandes investimentos que já estão em andamento. A proposta da Cooperalfa está totalmente alinhada com nossa política de diversificação e adensamento de cadeias produtivas. É nessa linha que o governo tem atuado”, comentou Jaime Verruck.