Menu
Busca sexta, 25 de junho de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
19ºmin
Notícias

Governo atinge 97,8% da meta e fecha 2017 com R$ 2,25 bilhões contratados no FCO

16 janeiro 2018 - 00h00Por Marcelo Armôa | Subsecom

O governo do Estado atingiu 97,8% da meta de aplicação dos recursos disponíveis para Mato Grosso do Sul no Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FCO) em 2017. Dos R$ 2,33 bilhões disponíveis no FCO no ano passado para o Estado, R$ 2,25 bilhões foram efetivamente contratados até 29 de dezembro de 2017 pelos setores rural e empresarial em projetos de ampliação ou instalação de novos empreendimentos. Deste total, R$ 2,150 bilhão foram contratados junto ao Banco do Brasil, R$ 61 milhões junto ao BRDE e R$ 14 milhões junto ao Sicredi, que são as instituições financeiras operadoras do Fundo no Estado.

 
O secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna, comemora o resultado e lembra que “foi uma conquista importante para Mato Grosso do Sul ampliar de R$ 1,2 bilhão para R$ 2,3 bilhões o recurso do FCO disponível para o Estado. Dentro da política de estímulo ao setor produtivo do governo do Estado, realizada pela Semagro nós aprimoramos o diálogo com o setor empresarial, mostramos a importância e o diferencial do Fundo, que é a melhor, mais competitiva e barata linha de financiamento de longo prazo”.
 
Distribuição dos recursos
Outro fato destacado por Ricardo Senna foi a contratação de recursos do FCO por empreendimentos em todos os municípios de Mato Grosso do Sul. “Recuperamos a confiança dos setores empresarial e rural e isso contribuiu para a nossa política de desenvolvimento do Estado. Um dos nossos principais pilares é oferecer a todas as regiões as mesmas condições e oportunidades e o exemplo maior é que temos recursos aplicados em todos os 79 municípios sul-mato-grossenses. Esse é um indicador importante de aplicação dos recursos do FCO, dentro da perspectiva de desenvolvimento regional”, comentou.
 
Os municípios com o maior volume de contratações do FCO foram Dourados, Campo Grande, Chapadão do Sul, Maracaju, Itaporã, Três lagoas, Ponta Porã, conforme a tabela abaixo:
 
Municípios com as maiores contratações
 
Dourados                         R$ 218.465.468,25
Campo Grande                R$ 154.358.891,73
Chapadão do Sul             R$ 92.257.477,33
Maracaju                          R$ 87.698.855,83
Itaporã                              R$ 66.925.075,17
Três lagoas                      R$ 63.969.031,15
Ponta Porã                       R$ 61.941.623,32
Sidrolândia                       R$ 43.409.342,38
Corumbá                           R$ 39.795.077,21
Laguna Carapã                 R$ 37.413.222,65

Leia Também

STF deve julgar ação de demarcação de terras indígenas no dia 30
Repercussão geral
STF deve julgar ação de demarcação de terras indígenas no dia 30
Fim dos Conflitos
Câmara aprova projeto que regulamenta demarcação de terras indígenas
Aprovado o mérito na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o substitutivo ao PL 490/2007 aguarda análise dos destaques para seguir ao Plenário
Notícias
Cai diferença entre valor da arroba e carne no atacado
Com mercado do boi gordo em banho-maria, estabilidade nos preços da arroba é mantida
Análise
Com mercado do boi gordo em banho-maria, estabilidade nos preços da arroba é mantida