Menu
Busca sexta, 24 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
36ºmax
21ºmin
Notícias

Governo atinge 97,8% da meta e fecha 2017 com R$ 2,25 bilhões contratados no FCO

16 janeiro 2018 - 00h00Por Marcelo Armôa | Subsecom

O governo do Estado atingiu 97,8% da meta de aplicação dos recursos disponíveis para Mato Grosso do Sul no Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FCO) em 2017. Dos R$ 2,33 bilhões disponíveis no FCO no ano passado para o Estado, R$ 2,25 bilhões foram efetivamente contratados até 29 de dezembro de 2017 pelos setores rural e empresarial em projetos de ampliação ou instalação de novos empreendimentos. Deste total, R$ 2,150 bilhão foram contratados junto ao Banco do Brasil, R$ 61 milhões junto ao BRDE e R$ 14 milhões junto ao Sicredi, que são as instituições financeiras operadoras do Fundo no Estado.

 
O secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna, comemora o resultado e lembra que “foi uma conquista importante para Mato Grosso do Sul ampliar de R$ 1,2 bilhão para R$ 2,3 bilhões o recurso do FCO disponível para o Estado. Dentro da política de estímulo ao setor produtivo do governo do Estado, realizada pela Semagro nós aprimoramos o diálogo com o setor empresarial, mostramos a importância e o diferencial do Fundo, que é a melhor, mais competitiva e barata linha de financiamento de longo prazo”.
 
Distribuição dos recursos
Outro fato destacado por Ricardo Senna foi a contratação de recursos do FCO por empreendimentos em todos os municípios de Mato Grosso do Sul. “Recuperamos a confiança dos setores empresarial e rural e isso contribuiu para a nossa política de desenvolvimento do Estado. Um dos nossos principais pilares é oferecer a todas as regiões as mesmas condições e oportunidades e o exemplo maior é que temos recursos aplicados em todos os 79 municípios sul-mato-grossenses. Esse é um indicador importante de aplicação dos recursos do FCO, dentro da perspectiva de desenvolvimento regional”, comentou.
 
Os municípios com o maior volume de contratações do FCO foram Dourados, Campo Grande, Chapadão do Sul, Maracaju, Itaporã, Três lagoas, Ponta Porã, conforme a tabela abaixo:
 
Municípios com as maiores contratações
 
Dourados                         R$ 218.465.468,25
Campo Grande                R$ 154.358.891,73
Chapadão do Sul             R$ 92.257.477,33
Maracaju                          R$ 87.698.855,83
Itaporã                              R$ 66.925.075,17
Três lagoas                      R$ 63.969.031,15
Ponta Porã                       R$ 61.941.623,32
Sidrolândia                       R$ 43.409.342,38
Corumbá                           R$ 39.795.077,21
Laguna Carapã                 R$ 37.413.222,65