Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
30º
FEIRA

Extensionistas da Agraer montam cardápio com PANCs na Tecnofam

Toda a variedade de PANCs apresentadas são encontradas em terrenos, parques, chácaras e fazendas.

14 setembro 2022 - 12h24Por Embrapa

Receitas fáceis, saudáveis, com ingredientes facilmente encontrados na natureza e sem desperdícios. A partir dos ensinamentos do botânico e pesquisador pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Valdeley Ferreira Kinupp, ingredientes como o coração da banana, a película marrom que envolve a mandioca, a entrecasca da mandioca, as flores de cunhã, o mamão e a jaca verde são exemplos de alimentos facilmente encontrados na natureza que podem ser incluídos, sem medo, no cardápio do dia a dia. Eles são chamados de Plantas Alimentícias Não-convencionais e Convencionais (PANCs).

Na cozinha experimental da Tecnofam, no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho, em Dourados, a extensionista rural da Agraer Inês Aparecida Monteiro Ortega, especialista em economia doméstica, mostra na prática como é fácil utilizar esses ingredientes para uma alimentação completa e saudável. Nesta edição da maior feira da agricultura familiar de Mato Grosso do Sul, ela convida os participantes da oficina Culinária e coquetéis de plantas alimentícias não-convencionais a por a mão na massa e cozinhar os alimentos que serão consumidos pelos próprios participantes durante o almoço.

O cardápio do dia é composto por purê de mamão verde enriquecido com massa de banana verde, pastel com massa de mandioca e recheio de carne de jaca verde, farofa com diversas plantas e uma deliciosa salada de almeirão com um tempero criado por Inês. O almoço é acompanhado por suco de capim cidreira com folhas de moringa e limão.

As professoras da Aldeia Lagoinha Thiara Tezolin e Ruthe Fernandes da Silva levarão esses conhecimentos para seus alunos na Escola Estadual Indígena de Ensino Médio Pastor Reginaldo Miguel Hoyenóio, localizada no distrito de Taunay, em Aquidauana. “Nós vamos refazer com eles as receitas no nosso núcleo de agroecologia para que eles levem essas inovações culinárias para a suas famílias”, afirmou Thiara.

Ruthe, que pertence à etnia terena, ficou impressionada com o recheio feito de jaca verde utilizado na receita de pastel e com outras plantas abundantes sua aldeia. “Na aldeia a gente pode chamar os pais e mostrar o que podemos fazer com a couve, melão de são caetano, moringa, eu acho que eles vão amar”, ressaltou.

De acordo com Inês toda a variedade de PANCs apresentadas são encontradas em terrenos, parques, chácaras e fazendas. “São plantas saudáveis, riquíssimas em nutrientes, aumentam muito a nossa imunidade e só trazem benefícios para nós”. Além das refeições e de sucos, é possível inovar na produção de variados drink’s que podem ter como ingredientes principais a cana-de-macaco e a rosela (hibisco). As receitas foram ensinadas pelo engenheiro agrônomo e coordenador da Agraer regional de Dourados Flávio Ferreira da Oliveira.