Menu
Busca domingo, 07 de março de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
20ºmin
Notícias

Exportações são cruciais para desempenho do setor de carne suína em 2017

09 fevereiro 2017 - 00h00Por CarneTec

A esperada recuperação do consumo de carnes no Brasil, principalmente a partir do segundo semestre, irá colaborar para manter os preços da carne suína firmes no ano, mas a performance das exportações continuará sendo “crucial” para o desempenho do setor, informaram analistas do Rabobank em relatório divulgado nesta semana.

A produção de carne suína no Brasil deverá crescer 3% em 2017, segundo estimativas do Rabobank, e as exportações ajudarão a equilibrar a disponibilidade interna do produto.

“Todos os sinais apontam para um 2017 positivo”, escreveram os analistas do Rabobank em relatório. “As importações chinesas continuarão a ser os principais motivadores do crescimento das exportações de carne suína brasileira em 2017.”

As vendas de carne suína brasileira para a China subiram para 87 mil toneladas no ano passado, em comparação com 5 mil toneladas em 2015. Em 2016, houve o aumento de habilitações de frigoríficos brasileiros autorizados a exportar o produto para o gigante asiático.

A expectativa é que as exportações brasileiras de carne suína para a China ultrapassem 100 mil toneladas neste ano, segundo o Rabobank.

Os analistas também esperam que a abertura de novos mercados, como o da Coreia do Sul, para a carne suína de Santa Catarina colabore para elevar as vendas externas nacionais do produto neste ano.

Já os custos de produção do setor devem cair depois que os preços de milho atingiram altas históricas no ano passado.