Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
31ºmax
16ºmin
Notícias

Estratégias para ampliar exportações de lácteos serão discutidas em Buenos Aires

21 setembro 2010 - 00h00Por MAPA

 No próximo dia 7 de outubro, governo e setor privado se reúnem, em Buenos Aires (Argentina), para definir estratégias conjuntas de ampliação das exportações de produtos lácteos do Brasil e Argentina. Na ocasião, os participantes irão elencar os produtos potenciais, os gargalos e as oportunidades para acessar novos mercados.

           A informação é de Rodrigo Alvim, presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados, fórum consultivo ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Alvim coordenou a reunião da câmara, nesta segunda-feira, 20 de setembro, em Brasília.  “Juntos, somos responsáveis pela produção de 40 bilhões de litros de leite, por ano, o que representa 7% da produção mundial, que alcança 600 bilhões de litros. A expectativa é desenvolvermos uma parceria que possibilite o aumento das exportações para outros mercados”, afirmou.


           De acordo com o presidente da Câmara Setorial, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco de La Nación estudam a criação de um fundo para financiar projetos de exportação envolvendo a parceria entre os dois países para o período 2011/2014.


           Além do setor de lácteos, o projeto prevê parceria para as áreas de aeronáutica, autopeças, eletroeletrônicos, madeiras e móveis, máquinas e implementos, petróleo e vinhos. Alvim reforça que a integração entre os países sul-americanos será importante para o Brasil reverter a queda nas exportações de leite e derivados registrada em 2010. De janeiro a agosto de 2010, as vendas brasileiras desses produtos renderam US$ 100,1 milhões. O resultado representa queda de 17,79%, em relação ao mesmo período do ano passado.