Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
32ºmax
21ºmin
Notícias

Espanhóis estão interessados em frutas e hortaliças brasileiras

17 outubro 2011 - 11h43Por Globo Rural

Começa nesta quarta-feira (19/10), em Madri, na Espanha, a terceira edição da Fruit Attraction, considerada a segunda maior feira de frutas do mundo. O evento terá cobertura especial da equipe da revista Globo Rural e de Globo Rural Online, que viaja a convite da Ifema e da Fepex (Federação Espanhola dos Exportadores de Frutas e Hortaliças) nesta segunda-feira (17/10). A Fruit Attraction acontece entre os dias 19 e 21 de outubro, no Parque Ferial Juan Carlos I.

A feira está em sua terceira edição, já é considerada um dos eventos mais estratégicos para os negócios hortofrutícolasdo mundo e tornou-se referência na Europa. No ano passado, a Fruit Attraction reuniu 452 empresas de dos principais países produtores de frutas e hortaliças europeus, e reuniu um público de aproximadamente 17 mil pessoas. Para este ano, segundo Raúl Calleja, diretor da feira, o espaço do evento será 30% maior, devido a adesão de mais 180 empresas.

Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf) participa pela primeira vez, como expositor, da Fruit Attraction. Maurício Ferraz, gerente do Ibraf, antecipa que pelo menos oito empresas brasileiras de frutas participarão da exposição e a expectativa de negócios é grande. “Através do Brazilian Fruit, que é um projeto do Ibraf em parceria com a Apex-Brasil, teremos uma excelente oportunidade de negócios. Pela primeira vez, participaremos da feira e temos certeza de que este é apenas um começo para que a Europa estreite os laços comerciais com o Brasil”, diz Ferraz.

Segundo Ferraz, foi a própria Fepex e o Ifema que demonstraram grande interesse em ter o Brasil entre os expositores. Raúl Calleja ressalta que a presença brasileira no evento é de extrema importância para os negócios europeus. “A produção na América Latina complementa a produção européia. Temos temporadas diferentes e por isso, selar parcerias é fundamental”, afirmou.

O diretor ainda ressaltou que os espanhóis estão cada vez mais interessados em buscar novas variedades deprodutos exóticos, com novos sabores. “Eu acredito que este segmento tem um grande potencial de crescimento na Espanha”, disse Calleja. Entre os produtos mais lembrados, ele cita o cupuaçu, camu-camu e o açaí.

Além do Brasil, participam do evento outros 52 países. Itália, Polônia, França, Reino Unido, Portugal e Holanda participam da feira desde a primeira edição.

Frescas e Processadas

De acordo com informações da organização do evento, 82% dos expositores presentes na Fruit Attraction vão expor frutas e hortaliças frescas e 18% deles mostrarão produtos processados e desidratados.

O Ibraf terá um estande para apresentar as variedades produzidas no Brasil e levará oito empresas até Madri: Itacitrus Agroindustrial e Exportadora; Gibran Exportadores de Frutas Cítricas; Rio Doce Importação e Exportação; RBR Trading Importação e Exportação; Associação Agrícola de Valinhos e Região e a Associação dos Produtores de Abacaxi de Guaraçaí, estas duas últimas do interior de São Paulo.

A Espanha é o terceiro maior mercado importador de frutas brasileiras, atrás da Holanda e Reino Unido. Ferraz, do Ibraf, acredita que a participação do instituto na feira pode render bons negócios com Portugal e França, além de aumentar as vendas para a Espanha.