Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
36ºmax
22ºmin
Notícias

Embrapa Gado de Corte vai iniciar estudo sobre mosca do estábulo

04 agosto 2011 - 12h03Por MS Record

A partir de outubro, a Embrapa gado de corte, localizada de Campo Grande, vai começar um estudo para entender melhor o surto da mosca do estábulo que recentemente atacou pessoas e os rebanhos no sul do Estado. Os pesquisadores querem saber se existe relação com as usinas de cana de açúcar e porque os surtos têm aumentado.

Os primeiros estudos devem começar em laboratório, a partir daí, será avaliado como a mosca se desenvolve e em quais ambientes prefere ficar.  O Objetivo é projetar técnicas e mecanismos para controlar a infestação do inseto. Segundo o pesquisador Paulo Cansado, a suspeita é de que as moscas se desenvolvem em usinas de cana de açúcar.

“A gente observou que junto com o crescimento da produção de cana e das usinas, aconteceram os surtos. Então, pode haver alguma relação e é o que a gente vai tentar estudar daqui para frente nos projetos de pesquisa”, afirmou.

Os ataques são recentes, começaram em 2008. Na região de Dourados, os insetos provocaram a perda de peso do rebanho, ao contrário da mosca dos chifres que parasitam os bovinos na região dorsal, esta prefere as patas e ventre dos animais. Locais onde a cauda não alcança, o que faz aumentar o sofrimento dos bichos.

Enquanto os pesquisadores não terminam o estudo, é importante que os produtores orientem os funcionários da fazenda para dar uma destinação adequada para qualquer tipo de resíduo, seja ele vindo da produção agrícola ou da exploração animal. Quem está confinando animais nesta época é preciso ficar atento aos restos de matéria orgânica.