Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
30º
INOVAÇÃO

Edital vai selecionar projetos de FoodTechs sobre ingredientes e tecnologias inovadoras de alimentos

O formulário eletrônico para apresentação das propostas será disponibilizado em 21 de setembro

25 agosto 2022 - 11h57Por Mapa

Foi publicado o edital de seleção pública focado nos sistemas alimentares contemporâneos, novos ingredientes, proteínas alternativas e novas tecnologias de alimentos. O edital, lançado na segunda-feira (22), é articulado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Financiadora de Estudos e Projeto (FINEP).

O edital prevê concessão de recursos financeiros não-reembolsáveis para pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, em projetos que envolvam risco tecnológico. O valor global do edital é de R$10 milhões. Os recursos são da modalidade não reembolsável e provenientes do Fundo Setorial Agronegócio do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).

Serão apoiados projetos que contemplem soluções inovadoras aderentes às Linhas Temáticas relacionadas às Redes de Pesquisa, Empreendedorismo de base tecnológica e Desafios Tecnológicos. “Essa entrega representa como as diretrizes colocadas pelo Mapa influenciam diretamente as chamadas públicas de inovação, para  que elas vão de fato rumo aquilo que o agro tem de melhor”, explica a diretora do Departamento de Apoio à Inovação Agropecuária, Sibelle de Andrade.

O Mapa, por meio da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação (SDI), trabalha para a estruturação e consolidação de um ecossistema de inovação agropecuária visando a transformação digital do campo brasileiro. Para isso, as ações estão sendo pautadas em cinco eixos estratégicos, são eles: Sustentabilidade para a Competitividade; Bioeconomia; Inovação Aberta e Ecossistemas de Inovação; Agricultura Digital e conectividade rural; e Foodtech e agregação de valor.

As chamadas Foodtechs são as startups da área de alimentos que utilizam tecnologias habilitadoras da indústria 4.0 - como por exemplo a Internet das Coisas (IoT), o big data e a Inteligência Artificial -, ou novos materiais (biotecnologia e nanotecnologia), para transformar a forma como os alimentos são produzidos, distribuídos e consumidos.

O formulário eletrônico para apresentação das propostas será disponibilizado pela FINEP/MCTI em 21 de setembro. As propostas devem ser submetidas até 14 de outubro.

Confira alguns eixos de ação do Ministério da Agricultura:

i) Fomentar a agregação de valor como estratégia de fortalecimento das cadeias produtivas agropecuárias;

ii) Promover e incentivar no país o empreendedorismo tecnológico na área de processamento de alimentos focado em agregação de valor e aproveitamento da biodiversidade para a geração de novos alimentos;

iii) Promover ações que preparem o país para a segurança alimentar e segurança dos alimentos, com atenção especial para a redução de perdas e desperdício e aproveitamento de resíduos e co-produtos.

iv) Identificar os principais gargalos regulatórios para o desenvolvimento das FoodTechs;

v) Construir uma Estratégia Nacional voltada aos Sistemas Alimentares e Novos Ingredientes.