Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
20ºmin
Notícias

Dourados deve colher 342 mil toneladas de milho

10 junho 2011 - 11h53Por Dourados Agora
Dourados deve colher 342 mil toneladas de milho

Dourados deverá colher 342 mil toneladas de milho nesta safra de inverno, ou seja, 18,75% a mais em relação a primeira estimativa de 288 mil toneladas. A avaliação da 2ª safra do milho 20102011 ocorreu na manhã de ontem, durante reunião no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os técnicos também reavaliaram a área plantada, que de 80 mil passou para 95 mil hectares.

Segundo a comissão, a área está equilibrada entre o zoneamento, que ficou em 50 mil hectares e não zoneamento com 45 mil hectares. O grupo também considerou queda na produtividade em relação a safra passada, levando em consideração a média histórica do município. Em função dos problemas da seca e geada a comissão estimou uma produtividade de 3.600 quilos por hectares nesta safra.

Com relação as possíveis perdas originadas pela estiagem nos últimos 37 dias em Dourados, o grupo deverá fazer a avaliação nos próximos dias, após confirmadas as previsões de chuva na região. Caso não venha ocorrer, a comissão responsável pela avaliação será convocada extraordinariamente com a finalidade de retratar a realidade da cultura em Dourados.

PERDAS

Os produtores mais preocupados são aqueles que plantaram na época certa, pois a planta está em pleno desenvolvimento. Já, aqueles que semearam tardiamente estão preocupados com as geadas previstas para os próximos dois meses.

Dos 95 mil hectares plantados em Dourados, 45 mil ficaram fora do zoneamento. Os produtores tinham prazo até dia 20 de março para plantar o milho 2ª safra, mas não tiveram tempo hábil para seguir a recomendação. Os que plantaram estão descobertos pelo seguro rural e, além da geada, ainda podem enfrentar estiagem.

Segundo o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos (Aeagran), Bruno Tomazini, no mês de abril ainda existia produtores semeando a safra do milho, isso significa que na época da formação de grãos, essas lavouras poderão enfrentar geadas ou uma possível seca, fazendo com que a produção seja prejudicada, com baixos rendimentos ou perdas. Esse atraso foi provocado pelo excesso de chuva nos três primeiros meses deste ano, que fez atrasar a colheita da soja, para que abrisse espaço para o plantio do milho.

CONAB

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) anunciou ontem novo recorde nos resultados da safra 2010/2011, representando um aumento de 8,2% com relação ao ano anterior.

A previsão é que a safra recorde alcance os 161,5 milhões de toneladas, com cerca de 12,2 milhões de toneladas a mais do que os 149,2 milhões de toneladas do ano anterior. A nova projeção representa um crescimento de 1,25% na produção, ou o equivalente a 2 milhões de toneladas, em comparação ao levantamento realizado em maio.

Com relação ao milho 2ª safra, Mato Grosso do Sul aumentou a área plantada, que 830 passou para 929,6 mil hectares, um aumento de 12%. No entanto, em comparação a safra passada, os técnicos estimam uma queda na produtividade de 7,4%. Na safra 20092010 a produtividade foi avaliada em 4.050 quilos por hectare, enquanto que nesta safra é de 3.750 quilos por hectare.