Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
36ºmax
22ºmin
Notícias

Desmatamento na Amazônia Legal é menor desde 1988, diz governo

27 novembro 2012 - 19h40Por Agrodebate
Desmatamento na Amazônia Legal é menor desde 1988, diz governo

 Entre agosto de 2011 e julho de 2012 a Amazônia Legal brasileira perdeu 4.656 quilômetros quadrados de floresta. É o que indicaram nesta terça-feira (27) os números do Prodes (Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal), divulgados pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), em Brasília.

 

De acordo com o governo, esta foi a menor taxa desde que o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) começou a medi-la, em 1988. Em termos percentuais, o país registrou recuo de 27% em relação ao desmate verificado no período anterior (agosto/2010 a julho/2011), quando foram 6.418 km².

Pará, com 1.699 km², Mato Grosso com 777 km², e Amazonas com 646 km² apresentaram as maiores taxas de desflorestamento. Nos demais estados o desmatamento atingiu os seguintes níveis: Acre com 308 km², Maranhão 267 km², Roraima 114 km², Tocantins 53 km² e Amapá com 31 km².


De um ano para outro

Na comparação entre os anos de 2012 e 2011, seis dos nove estados da região amazônica apresentaram queda no desmatamento da floresta.

De acordo com o Inpe, a maior variação registrou-se no Amapá - de um intervalo para outro diminiu de 66 para 31 km² a área afetada. Em termos percentuais, a queda chegou a 53%.

Já no Pará a variação chegou a -44%, com o desmatamento saindo de 3.008 km² para outros 1.699 km².

Maranhão (-33%) e Mato Grosso (-31%) também recuaram. O primeiro diminiu de 396 km² para 267 km². Já o último, de 1.120 km² a 777 km².

Em Roraima e em Rondônia foram registradas taxas 19% e 12% menores, respectivamente.

Aumento

Enquanto isso, eleveram a área desflorestada os estados do Acre (+10%), Amazonas (+29%)e Tocantins (+33%).