Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
37ºmax
20ºmin
Notícias

De origem europeia, raça simental se destaca no calor do triângulo mineiro

29 abril 2012 - 01h45Por CANAL RURAL

 Um criador de Monte Alegre, no Triângulo Mineiro, dedica-se à criação de simental, uma raça europeia que se adaptou ao centro do Brasil – com calor e sol forte com mais de 30°C. A predominância na região, no entanto, é das raças zebuínas, que são muito rústicas e apropriadas para lugares com temperaturas elevadas.

Depois de seis anos criando gado nelore, Sérgio Vieira Attie resolveu seguir um caminho diferente da maioria dos pecuaristas da região. Há 22 anos, a fazenda Vertente Grande virou moradia do simental.

A máscara branca com um contorno escuro em torno dos olhos são algumas das características da raça. A pelagem varia de tamanho e também de cor. Os animais tem porte médio e são muito dóceis. A explicação para a adaptação ao clima, segundo o pecuarista, é a linhagem. Attie formou o plantel baseado em animais que chegaram ao Brasil há mais de 120 anos e, por isso, o gado de hoje não se importa com o calor.

Nos 250 hectares destinados à pecuária, a família mantém um plantel de 400 animais, todos criados a pasto. O principal produto da fazenda é os tourinhos, vendidos por, aproximadamente, R$ 6 mil. A raça de dupla aptidão se destaca nos cruzamentos com o nelore, para o gado de corte, e com girolando, holandês e gir leiteiro, para a produção de leite. Na fazenda, vacas puras produzem até 20 litros por dia.