Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
24ºmin
Notícias

Conflito no Oriente Médio não afeta exportação de frango

25 fevereiro 2011 - 00h00Por Agência Estado

O presidente da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), Francisco Turra, afirmou que os conflitos no Oriente Médio não atrapalharam as vendas de carne de frango brasileira à região. Segundo ele, no auge da crise no Egito, algumas empresas do setor, de porte pequeno a médio, chegaram a realocar a produção destinada ao país para outras localidades, como África do Sul. Agora as exportações já estão normalizadas.

"Se compararmos a média de volume embarcado nos meses de janeiro e fevereiro para o Egito com o mesmo período do ano passado, não há diferenças, está normal", disse Turra. Com relação à Líbia, que vive hoje os conflitos mais violentos na região, não há preocupação, já que o Brasil não vende frango ao país.

O Oriente Médio importou em 2010 cerca de 1,3 milhão de toneladas de carne de frango brasileira, representando um terço das exportações totais do país no período. O maior mercado da região é a Arábia Saudita, com 550 mil toneladas por ano, ou 14% do total exportado pelo Brasil. O Egito compra aproximadamente 150 mil toneladas anuais. O Irã também é um mercado relevante para o Brasil, com embarques de 48 mil toneladas ao ano.

"Na Arábia Saudita, por enquanto, está tudo calmo, e com o Irã também não temos tido nenhum problema", declarou Turra. "O setor está acompanhando muito de perto o que está ocorrendo nos países do Oriente Médio. Quando as revoltas nos países começarem a envolver fechamento de portos, relações comerciais com vizinhos - o que não desejo que ocorra - a preocupação com certeza aumentará", completou o executivo.