Menu
Busca sábado, 15 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
35ºmax
22ºmin
Notícias

Conab prevê segunda maior safra de grãos da história

11 janeiro 2010 - 00h00Por BeefPoint.

O quarto levantamento da safra de grãos 2009/2010, elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado, na última quinta-feira (7), pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, mostra que o Brasil terá a segunda maior produção da história, com volume de 141,35 milhões de toneladas. O resultado é 4,6% superior ou 6,21 milhões de toneladas a mais que as 135,13 milhões de toneladas da temporada anterior. A maior colheita registrada, até agora, é de 144,1 milhões de toneladas, em 2007/2008.

Já em relação ao mês anterior (140,60 milhões de toneladas), o crescimento é de 0,53%. A estimativa favorável deve-se às boas condições climáticas ocorridas durante o desenvolvimento dos grãos (algodão, arroz, feijão primeira safra, milho primeira safra e soja), nos meses de outubro a dezembro, e cujo plantio está praticamente concluído. O incremento do quadro atual é atribuído, sobretudo, à recuperação das lavouras de milho primeira safra e da soja, culturas que, na safra passada, sofreram com a estiagem, principalmente nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

No caso específico da soja, o estudo confirma a oleaginosa como a que mais cresce no País, com 65,16 milhões de toneladas, 14% ou 7,99 milhões de toneladas a mais que as 57,17 milhões de toneladas produzidas em 2008/2009. Se não houver alterações significativas no clima nos próximos meses, a produção de soja será recorde.

Outra cultura que registra crescimento, mesmo com redução de área, é o feijão primeira safra, com aumento de 8,3%, ou colheita de 111,1 mil toneladas, resultado da recuperação da produtividade afetada pela estiagem do ano passado, especialmente no Paraná.

Por outro lado, apresentam queda o milho (- 3,9% ou 1,31 milhão de toneladas), o algodão (- 1,2% ou 22 mil toneladas) e o arroz (- 4,6% ou 572,3 mil toneladas), sendo que a semeadura deste ainda não foi finalizada no Rio Grande do Sul por causa do excesso de chuvas.

A área total plantada está calculada em 47,88 milhões de hectares, superior em 0,4% ou 208 mil hectares a mais que a ocupação do ciclo anterior. À exceção da soja, todas as culturas pesquisadas acusaram redução de área.

A atualização dos números foi realizada pelos técnicos da Conab entre 14 e 18 de dezembro, de acordo com informações prestadas por produtores, representantes de cooperativas e sindicatos rurais, órgãos públicos e privados.

O ministro Reinhold Stephanes, disse que é remota a possibilidade de o Brasil produzir, em 2009/2010, uma nova safra recorde de grãos. "Com exceção do arroz, temos uma previsão de safra considerada boa, com possibilidade de recorde. Mas eu diria que essa possibilidade está um pouco distante", disse o ministro, em entrevista após a divulgação dos dados da Conab.

Ainda em relação ao arroz, Stephanes destacou que, apesar de o Rio Grande do Sul responder por 60% da produção nacional, essa redução de 8% na produção gaúcha "não vai prejudicar o abastecimento interno". Mas ele admitiu que "é provável uma pequena variação de preço", que seria, segundo ele, apenas uma recuperação em relação à queda nas cotações do grão nos últimos seis meses.