Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
22º
Aprendizagem rural

Com apoio do Senar/MS, recanto ecológico busca Selo Arte para a fabricação de doce de leite

Com o certificado, a propriedade consegue manter a produção artesanal e expandir negócio para outras regiões do País

16 novembro 2022 - 11h02Por Senar-MS
Com apoio do Senar/MS, recanto ecológico busca Selo Arte para a fabricação de doce de leite

Há mais de 27 anos a propriedade da Agropecuária Rio da Prata investe no turismo ecológico de Jardim. Por ano, mais de trinta mil turistas passam pelo recanto que oferece refeição no pacote do passeio. Grande parte do buffet é produzido na fazenda, que também investiu na produção do seu próprio doce de leite. Do cardápio, o produto foi para o mercado. E para expandir ainda mais o negócio, a propriedade busca o Selo Arte. Conheça essa gostosura no #TransformandoVidas desta semana.

Teodison é o gerente de turismo da propriedade que também trabalha com agropecuária. Inclusive, o leite usado na produção do doce vem do próprio rebanho Gir Leiteiro. Com o passar do tempo, o Recanto Ecológico Rio da Prata foi sendo reconhecida mundialmente e consequentemente, o doce de leite produzido aqui, ganhou o gosto dos turistas.

“Os visitantes começaram a levar para amigos e parentes, e essas pessoas que recebiam o presente começaram a procurar pelo produto. Hoje a gente manda o doce de leite para Campo Grande, Bonito e outras cidades do estado. Com isso buscamos nos profissionalizar”, explica Teodison.

Mas dentro das exigências sanitárias, a propriedade precisaria fazer várias adequações como por exemplo, trocar o fogão a lenha por um fogão industrial, perdendo sua originalidade. Diante disso, a administração resolveu desistir do projeto de comercializar o produto. Até conhecer o Selo Arte, certificação de identidade e qualidade, que possibilita o comércio nacional de produtos alimentícios elaborados de forma artesanal. Hoje, a fazenda recebe a consultoria do Senar/MS e está avançado no processo de adesão do Selo.

“Os técnicos do Senar/MS nos visitam pelo menos uma vez ao mês e nos ajudam a adequar a produção, tanto na parte da estrutura como na parte da documentação. Nós já até fizemos algumas mudanças sugeridas por eles, como entrada de matéria prima de um lado, saída do produto pronto de outro, local reservado para o armazenamento, entre outras. O que tem feito toda a diferença nos tornando mais profissionais”, completa Teodsion.

“Com a qualidade do nosso produto e o apoio do Senar/MS, a nossa expectativa é que mais pessoas conheçam essa maravilha que é o nosso doce de leite e com isso, alcancemos o mercado em todo o País”, finaliza o gerente de turismo do Recanto Rio Da Prata.