Menu
Busca sábado, 19 de junho de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
27ºmax
14ºmin
Notícias

Cinco plantas frigoríficas estão aptas a vender carne bovina aos Estados Unidos

21 setembro 2016 - 20h16
Cinco plantas frigoríficas estão aptas a vender carne bovina aos Estados Unidos

Cinco plantas frigoríficas estão aptas a exportar carne bovina in natura para os Estados Unidos. Três unidades ficam nos municípios de Campo Grande, Naviraí e Bataguassu, em Mato Grosso do Sul. Os outros estabelecimentos são de Barretos (SP) e Palmeira de Goiás (GO).
 
No último domingo (18), o primeiro contêiner do produto para os EUA foi despachado do frigorífico de Bataguassu. Na segunda-feira (19), outro contêiner partiu do estabelecimento de Campo Grande.

“Nas próximas semanas, mais duas unidades devem estar aptas a vender o produto aos norte-americanos", informou o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Luís Vargas. As plantas ficam em Paranatinga (MT) e Promissão (SP). A de Paranatinga já foi indicada pelo ministério aos EUA e aguarda a homologação final para iniciar os embarques.

“Novos pedidos de exportação vão depender da iniciativa privada, de acordo com a atratividade do mercado”, disse o diretor do Dipoa. Ele assinala que o Brasil deve ser ágil para ocupar boa fatia da cota de importação americana de 64 mil toneladas por ano, isenta de tarifa, que é dividida por alguns países.
 
A abertura do mercado norte-americano, anunciada pelo ministro Blairo Maggi no mês passado, é resultado de mais de 17 anos de negociações. A aprovação de um mercado rigoroso como o dos Estados Unidos poderá facilitar a venda de carne bovina in natura para outros países e, segundo José Luís, confirma a eficiência do Serviço de Inspeção Federal do Brasil.