Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
31ºmax
17ºmin
Notícias

Cerca de 50% do milho plantado em Dourados corre risco

30 maio 2012 - 03h02Por Dourados Agora
Cerca de 50% do milho plantado em Dourados corre risco

Pelo menos 50% do milho 2ª safra plantado em Dourados ainda corre risco de perdas, caso o clima mude nas próximas semanas. Por enquanto, está bastante favorável, segundo a análise do engenheiro agrônomo do Grupo Plantio na Palha, Ângelo Ximenes.

Em Dourados, até o momento 40%, das lavouras estão no final da granação; outros 40% em fase de milho verde e 20% em inicio de granação. Parte das lavouras que estão em inicio de milho verde ou no inicio de granação podem sofrer com geadas, estiagem ou excesso de chuva. De acordo com Ximenes o inicio da colheita ainda está prevista para primeira quinzena do mês de julho.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Dourados plantou, nesta 2ª safra do milho, 50 mil hectares a mais em relação 2010/2011. São 120 mil hectares. Na safra passada foram 70 mil. Pela projeção do IBGE, realizada em abril, Dourados deverá colher 558 mil toneladas e obter um rendimento médio de 4.650 quilos por hectares.

Ângelo diz que o aumento da área foi provocado pela antecipação do plantio, diferente de 2010/2011, quando a semeadura do milho 2ª safra sofreu atraso por causa do excesso de chuva, que prejudicou a colheita da soja. “Este ano os produtores estão bastante otimistas com as lavouras, mas temem a entrada do inverno e o baixo preço pago pela saca”, disse Ximenes.

Apesar de todo favorecimento do clima, o aumento da produção provocou queda no preço na saca de 60 quilos em todo País. Esse fato vem desestimulando os produtores. Atualmente o preço da saca está em torno de R$ 17,00, cerca de R$ 5,00 menor em relação ao mesmo período do ano passado.

O milho safrinha produzido em Mato Grosso do Sul deve chegar a 4,4 milhões de toneladas na safra 2011/2012, de acordo com levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Em comparação com a safra anterior, que contabilizou 3,1 milhões de toneladas, a produção deve ter alta de 42,7%.

Conforme o órgão, o índice positivo deve-se ao aumento de 20,4% da área plantada no Estado. Enquanto na safra 2010/2011 o plantio foi feito em 946,8 mil hectares, nesta, a área com milho safrinha totalizou 1,1 milhão de hectares.

Em Mato Grosso do Sul, a produtividade do grão está estimada em 3,9 mil quilos por hectare nesta safra, de acordo com a Conab, o que deixa o Estado em quarto na produção nacional. Alta de 18,5% em relação ao ciclo anterior, que registrou 3.290 quilos.