Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
23º
LEVANTAMENTO

Centro-Sul processa 46,3 mi de t na 1ª quinzena de julho, diz Unica

Foram colhidas 77,5 toneladas de cana por hectare em junho de 2022, o que representa uma redução de 0,5% no rendimento agrícola

28 julho 2022 - 12h28Por Canal Rural

A moagem de cana-de-açúcar na primeira quinzena de julho na região Centro-Sul atingiu 46,35 milhões de toneladas, o que representa uma alta de 0,48% em comparação com o volume de igual período do ano passado, quando 46,12 milhões de toneladas foram processadas. As informações são da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), em levantamento quinzenal.

Segundo a entidade, até o dia 16 de julho, 255 unidades operaram frente a 259 unidades no mesmo período do ciclo 2021/2022. Informações divulgadas pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) indicam que foram colhidas 77,5 toneladas de cana por hectare em junho de 2022, o que representa uma redução de 0,5% no rendimento agrícola da lavoura na comparação com o mesmo período na safra 2021/2022 (77,9 toneladas por hectare).

O diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, disse em nota que “após seis quinzenas de moagem inferior à observada na safra passada, na 1ª quinzena de julho observa-se uma equiparação da quantidade de cana processada”.

Ele ressalta, no entanto, que o indicador acumulado da produtividade agrícola ainda mostra uma retração de cerca de 1%. A qualidade da matéria-prima colhida nos 15 primeiros dias de julho, mensurada em kg de ATR por tonelada de cana-de-açúcar processada, apresentou retração de 0,31% na comparação com o mesmo período do último ciclo agrícola, registrando 143,19 kg de ATR por tonelada colhida.

Açúcar e etanol

A produção de açúcar no período totalizou 2,98 milhões de toneladas, queda de 0,12% em comparação com igual período de 2021. Na primeira metade de julho, 2,23 bilhões de litros (+2,23%) de etanol foram fabricados. Do volume total produzido, o hidratado alcançou 1,28 bilhão de  litros (-0,66%), enquanto a produção de etanol anidro totalizou 946,24 milhões de litros (+6,44%).

Do total de biocombustível fabricado, a produção a partir do milho na primeira quinzena de julho registrou 172,66 milhões de litros, ante 131,97 milhões de litros no mesmo período do ciclo 2021/2022, avanço de 30,83%. O mix de destino da cana para etanol foi de 52,93% na 1ª quinzena de julho.