Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
35ºmax
21ºmin
Notícias

Cana abre mercado para 255 profissões em MS

16 agosto 2010 - 00h00
A expansão do setor sucroalcooleiro em Mato Grosso do Sul abriu espaço no mercado de trabalho para 255 profissões nos municípios onde há usinas. O setor também criou oportunidades para centenas de novos empreendimentos, principalmente os que fornecem para as grandes empresas. A informação consta em estudo do Sebrae/MS, um dos patrocinadores do Canasul 2010, maior evento do mercado da cana no Estado. O mercado do açúcar e álcool turbinou a renda do trabalhador em cidades como Costa Rica, onde a massa salarial subiu para R$ 2,46 mi. A onda atinge 11 cidades com indústria, como Rio Brilhante e Sonora, e deve estender-se a outras onde há projetos de instalação, como Três Lagoas. Quando todos os empreendimentos saírem do papel, serão 28 empresas do setor em MS. A média salarial é de R$ 1,3 mil. Nas usinas, o salário mais alto é do diretor, os técnicos embolsam R$ 4 mil. Na fábrica, chefes de setor podem receber R$ 2,5 mil, em média, e operadores técnicos, R$ 850. Entre os profissionais que podem se dar bem onde a cana acelera a economia estão médicos e dentistas, além das funções dentro das usinas. A aposta para empresas estão nos setores que fornecem aos empreendimentos, como restaurantes, e ainda serviços de mecânica e comércio de produtos químicos, material de escritório, adubo, inseticidas, lubrificantes, ferramentas e softwares. Indiretamente, hoteis, restaurantes, postos de gasolina, locadora de veículos e outros negócios devem se beneficiar do crescimento do setor sucroalcooleiro.