Menu
Busca sábado, 15 de junho de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
24º
SOJA

Câmbio segura queda nas cotações e produtor negocia pouco

Os contratos da soja em grão com entrega em janeiro fecharam com baixa de 20,00 centavos a US$ 13,40 1/4 por bushel

20 novembro 2023 - 07h52Por Canal Rural

O mercado brasileiro de soja teve uma sexta-feira (17) de lentidão nos negócios, mantendo o ritmo da semana. Com os preços de estáveis a mais baixos, foram observadas poucas ofertas. Apesar da nova retração em Chicago, o dólar minimizou a desvalorização.

Segundo analistas de Safras & Mercado, os produtores estão desanimados, pois os preços eram melhores no início da semana. Os negócios reportados foram por necessidade de caixa.

Veja as cotações da saca de soja:

  • Passo Fundo (RS): seguiu em R$ 147
  • Região das Missões: se manteve em R$ 146
  • Porto de Rio Grande: estabilizou em R$ 153
  • Cascavel (PR): diminuiu de R$ 135 para R$ 134
  • Porto de Paranaguá (PR): desvalorizou de R$ 145 para R$ 144
  • Rondonópolis (MT): permaneceu em R$ 126
  • Dourados (MS): passou de R$ 127 para R$ 126
  • Rio Verde (GO): baixou de R$ 128,50 para R$ 127,50

Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira com preços em baixa. Com o segundo dia de perdas consistentes, a posição janeiro mudou de direção e fechou com perda semanal de 0,54%.

O clima no Brasil segue no centro das atenções. Os boletins meteorológicos agora apontam para condições melhores na próxima semana, principalmente com retorno das chuvas na maior parte do cinturão produtor. Com isso, os agentes retiraram parte do prêmio de risco climático, o que propiciou a correção.

Contratos futuros

Os contratos da soja em grão com entrega em janeiro fecharam com baixa de 20,00 centavos a US$ 13,40 1/4 por bushel. A posição março teve cotação de US$ 13,56 1/2 por bushel, perda de 18,50 centavos de dólar, ou 1,34%, na comparação com o dia anterior.

Nos subprodutos, a posição janeiro do farelo fechou com baixa de US$ 12,70 ou 2,82% a US$ 436,50 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em janeiro fecharam a 51,21 centavos de dólar, com alta de 0,37 centavo ou 0,72%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,73%, sendo negociado a R$ 4,9053 para venda e a R$ 4,9033 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,8528 e a máxima de R$ 4,9053. Na semana, o dólar acumulou queda de 0,18% ante o real.