Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
31ºmax
16ºmin
Notícias

BRDE deve financiar cerca de R$ 100 milhões no Estado

16 setembro 2010 - 00h00Por Rural News MS

 O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) tem como meta contratar financiamentos na ordem de R$ 100 milhões para este ano em Mato Grosso do Sul. Instalado em Campo Grande há pouco mais de um ano, na sede da Federação das Indústrias (Fiems), a instituição tenta ganhar mercado e divulgar o programa SuperAção nos principais municípios do Estado. 

Na última segunda, o presidente do BRDE, José Moraes Neto, proferiu palestra sobre o programa na Capital. O evento aconteceu na Fiems e contou com a participação de aproximadamente 100 empresários, entre eles os presidentes da Fiems, Sérgio Longen, e da cooperativa de crédito Sicredi Brasil Central, Celso Figueira. 

O responsável pelo escritório no Estado, Hélio Silva, apresentou as linhas de financiamento do banco e destacou o Programa de Sustentação do Investimento (PSI), linha subsidiada com taxa fixa de juros de 5,5% ao ano e prazos de pagamento de até dez anos para a aquisição de máquinas e equipamentos de fabricação nacional. Silva ressaltou que o BRDE vai atender pedidos de financiamentos para o PSI até 31 de janeiro de 2011. 

As próximas etapas do SuperAção no Estado serão realizadas no dia 20 deste mês em Dourados e 21 em Três Lagoas. Cerca de 800 empresários do Paraná e Mato Grosso do Sul já receberam informações sobre os programas de financiamento do BRDE. 

De acordo com informações do BRDE, no primeiro semestre deste ano houve crescimento de 6% no valor total dos pedidos protocolados no Estado e no Paraná e aumento de 48% nas solicitações de financiamento nos dois Estados. As contratações nos seis primeiros meses do ano giram em torno de R$ 600 milhões e apresentaram um crescimento de 49% para a pequena empresa e de 8,5% para as médias empresas. 

A principal demanda foi pelo PSI que financia máquinas e equipamentos novos de fabricação nacional como conjuntos e sistemas industriais, máquinas-ferramenta, embarcações, aeronaves, vagões e locomotivas ferroviários e metroviários, tratores e colheitadeiras. 

O banco de fomento criado pelo Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul) tem aporte financeiro do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná com atuação nos três Estados. A partir da articulação do governo de Mato Grosso do Sul, que também é membro do Codesul, o BRDE instalou uma agência na Federação das Indústrias do Estado (Fiems) e passou a oferecer financiamentos aos empreendedores sul-mato-grossenses.