Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
39ºmax
25ºmin
Notícias

Brasileiro eleva consumo de carne para 42 quilos por ano, aponta CNA

27 junho 2013 - 21h00Por FAMASUL

O consumo de carne no Brasil cresceu de 36 quilos por pessoa por ano em 2010 para 42 quilos neste ano, confirmando que o Brasil é uma boa opção de mercado. A afirmação é da presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, durante palestra “A visão do setor produtivo”, apresentada para cerca de mil empreendedores rurais de 11 países, nessa quarta, dia 26, no Congresso Internacional da Carne, em Goiânia.

– Estamos bem no mercado externo, a Europa é um exemplo disso. De tudo o que importam, 20% sai do Brasil. Mas nosso foco tem sido a China, queremos aumentar a cultura de consumo de carne naquele país e estamos agindo nesse sentido, sem desvalorizarmos o consumo dos brasileiros, que faz toda a diferença – afirmou Kátia Abreu. Para o diretor de relações institucionais da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Rogério Beretta, o acréscimo no consumo é reflexo dos gastos com a produção.

– As tecnologias desenvolvidas no Brasil deixam os custos de produção mais baratos do que em outros países, fazendo com que o preço para o consumidor seja mais atrativo – afirma Beretta, ao comparar o custo de produção da carne do Brasil, que chega a US$ 3 por quilo, com a carne da Europa, que pode custar US$ 6.

O debate intermediado pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner, envolveu produtores rurais e pesquisadores da Austrália, Inglaterra, França, China, Argentina, Uruguai, Colômbia, Estados Unidos, México e Paraguai, que trocam informações com pecuaristas brasileiros, no intuito de alavancar o setor, tornando-o positivo para produtores e consumidores no que diz respeito à produção, preço e qualidade da carne.

Divulgando o tema do evento, “A melhor carne para alimentar o mundo”, o representante do International Meat Secretariat (IMS), Hsin Chung Huan, declarou sua admiração pela pecuária brasileira. – Se a busca é pela melhor carne para alimentar o mundo, estamos no lugar certo – afirmou Huan antes de convidar os brasileiros a participarem do Congresso de 2014, na China, ressaltando o sucesso das edições anteriores em Paris e em Campo Grande (MS).